Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Produto:

Microsiga Protheus®

Ambiente:SIGAFAT - Faturamento

Ocorrência:

Fluxo de Liberações e Causas de Bloqueios do Pedido de Vendas

Para emitir um Documento de Saída no módulo Faturamento SIGAFAT é necessária a inclusão de um Pedido de Vendas - Rotina MATA410 e a liberação deste Pedido.

O que determina que um Pedido está apto a Faturar são as liberações do Pedido. Estando com algum bloqueio, indica que o Pedido não está em condições de ser faturado. É necessário primeiramente identificar a causa do bloqueio, sanar a causa e reprocessar a análise para que ocorra a liberação.

O Pedido passa por um fluxo de análises para validação de que está liberado por todos os fatores. Uma vez liberado nas três etapas, o Pedido torna-se apto ao faturamento.

OBS: é possível estornar a liberação e submeter à uma nova análise quando for necessário reavaliar por quaisquer razões (para estornar a liberação bloqueada clique em "Alterar" no Pedido de Vendas e em seguida "Confirmar" pois alteração do Pedido estorna as liberações, ou, acesse a rotina Docs de Saída MATA460A > Outras Ações > Estornar liberação. Após estornar poderá submeter novamente à análise).


IMPORTANTE ESCLARECER


Botão "AUTOMÁTICA" → Indica que o sistema irá avaliar os cadastros/ parâmetros / configurações pré definidas e indicar se o Pedido será Liberado ou, se não estiver em acordo, será mantido Bloqueado.

Botão "MANUAL" ou "LIBERAR" → Desconsidera os cadastros/ parâmetros / configurações pré definidas e Libera o Pedido independente da análise. É uma liberação "forçada" (Veja aqui como Retirar permissões para Liberação Manual).



1ª Análise: Liberação de Regras de Negócio / Verbas de Venda


  • Para submeter o Pedido à análise de Regras de Negócio / Verbas de Venda basta processar o Pedido na rotina MATA440 - Liberação de Pedidos; ou então, inserir conteúdo no campo C6_QTDLIB já na inclusão/alteração do Pedido

  • Esta etapa avalia se o Pedido incluído está de acordo com as Regras de Negócio (FATA100) da Organização (Veja mais sobre Regras de Negócio em: Aplicação de Regra de Negócio / Fluxo conceitual de Regra de Negócio / Forma de pagamento na Regra de Negócio) e caso a análise indique que o Pedido ultrapassou o desconto máximo concedido na Regra de Negócio, é avaliado também se há Verbas de Vendas que compensam a diferença e permitem a liberação
    • Caso o Pedido seja avaliado com Bloqueio de Regras de Negócio (C5_BLQ ou C6_BLOQUEI = 1) / Verbas de Venda (C5_BLQ ou C6_BLOQUEI = 2) é possível realizar a liberação manual na Rotina Liberação de Regras - FATA210

  • Após liberar o Pedido nesta etapa, é criado um registro deste Pedido na Tabela SC9 (Tabela de Liberações do sistema) o que indica que o Pedido está apto a ser analisado por Crédito de Cliente e Saldo de Estoque. O que nos leva à próxima análise.

  • OBS: Campo C6_BLQ pode impedir a liberação do item.
    Possíveis conteúdos (Tabela F1 - Status do bloqueio da SX5:
    Sim / Não - Registro manual no item do Pedido ("S" = Bloqueado e "N" ou " " =Não Bloqueado)
    Resíduo - Registro manual, ou também, automaticamente ao Eliminar Resíduo de Pedido de Vendas


STATUS LIBERADO OU BLOQUEADO


    • Na rotina Pedidos de Venda MATA410 não é demonstrado se há bloqueio de Crédito ou Estoque; apenas se há bloqueio de Regras de Negócio / Verbas de Venda. Ou seja, estando o pedido sem tais Bloqueios de Regra ou de Verba, então o Pedido realmente é caracterizado como Liberado (legenda amarela) para esta rotina. Os bloqueios por Crédito ou Estoque na verdade são demonstrados em suas rotinas específicas, como por exemplo: MATA450 - An. Crédito Pedido e MATA455 - Liberação Estoque às quais se baseiam na Tabela SC9 onde estes bloqueios são registrados. Havendo dúvidas em relação à legenda amarela - Liberado porém com bloqueios de Crédito / Estoque consulte a FAQ: Legendas / Status do Pedido de Vendas - MATA410

    • Para verificar se determinado Pedido está liberado ou com algum bloqueio, consulte a Tabela SC9 (Tabela de Liberações do sistema) através da rotina MATA450 ou MATA455 e localize o registro deste item / deste pedido.
      Verifique os campos C9_BLCRED e C9_BLEST . Conforme mostra a FAQ: Bloqueios na Tabela SC9 se houver conteúdo no campo C9_BLCRED indica bloqueio de crédito e se houver conteúdo no campo C9_BLEST indica bloqueio de estoque.
      Avalie a seguir como sanar cada caso.


2ª Análise: Liberação de Crédito de Cliente


  • Para submeter o Pedido à análise de Crédito basta processar o Pedido em uma das rotinas:
    • MATA440 - Liberação de Pedidos de Venda (Essa rotina na realidade visa a primeira análise (acima), porém já aciona automaticamente também, na sequência, as funções de liberação de Crédito quando processada pela opção "Automático")
    • MATA450 - Análise de Crédito por Pedido / MATA450A - Análise de Crédito por Cliente (Veja aqui as diferenças na exibição da Análise de Crédito por Pedido X por Cliente)
    • MATA456 - Liberação de Crédito e Estoque unificada

  • Esta etapa avalia se o Cliente possui Saldo de Crédito Disponível. Veja aqui as configurações e parametrizações para análise automática de crédito ou, se não desejar utilizar Análise de crédito no Protheus, é opcional (neste caso configure MV_BLOQUEI como .F.)

    • Caso o Pedido seja avaliado com Bloqueio de Crédito (C9_BLCRED preenchido) então indica que não há limite de crédito disponível para este Cliente. Para identificar o que o sistema está validando para chegar a essa conclusão, consulte (e ajuste de acordo com sua necessidade) a FAQ: Bloqueio de Crédito

    • Ao identificar a causa do bloqueio deverá optar por:
      A) liberar manual (veja aqui como Retirar permissões para Liberação Manual) ou,
      B) sanar a causa do bloqueio, estornar a liberação bloqueada e submeter novamente à análise automática (para estornar a liberação bloqueada clique em "Alterar" no Pedido de Vendas e em seguida "Confirmar" pois alteração do Pedido estorna as liberações, ou, acesse a rotina Docs de Saída MATA460A > Outras Ações > Estornar liberação. Após estornar poderá submeter novamente à análise)

  • Após liberar o Pedido nesta etapa de análise de Crédito indica que o mesmo está apto a ter os itens analisados por Saldo de Estoque. O que nos leva à próxima análise.



3ª Análise: Liberação de Estoque de Produto


  • Para submeter os itens do Pedido à análise de Estoque basta processar o Pedido em uma das rotinas:
    • MATA440 - Liberação de Pedidos de Venda (Essa rotina na realidade visa a primeira análise (acima), porém já pode acionar automaticamente também, na sequência, as funções de liberação de Crédito e Estoque ao preencher a pergunta "Liberar ? " com a opção "Credito/Estoque" quando processada pela liberação "Automática"
    • MATA455 - Liberação de Estoque
    • MATA456 - Liberação de Crédito e Estoque unificada

  • Esta etapa avalia se os itens inseridos no Pedido de Vendas possuem Saldo de estoque Disponível. Obs: Diferente da Análise de crédito no Protheus, a Análise de Estoque já não é opcional, ou seja, não havendo saldo disponível o item/pedido realmente ficará com bloqueio de Estoque pela análise automática.

    • Caso o Pedido seja avaliado com Bloqueio de Estoque (C9_BLEST preenchido) então indica que não há saldo de estoque disponível para estes itens/para este Pedido / para o lote selecionado (caso exista). Para identificar o que o sistema está validando para chegar a essa conclusão, consulte (e ajuste de acordo com sua necessidade) a FAQ: Bloqueio de Estoque

    • Ao identificar a causa do bloqueio deverá optar por:
      A) liberar manual (veja aqui como Retirar permissões para Liberação Manual) ou,
      B) sanar a causa do bloqueio, estornar a liberação bloqueada e submeter novamente à análise automática (para estornar a liberação bloqueada clique em "Alterar" no Pedido de Vendas e em seguida "Confirmar" pois alteração do Pedido estorna as liberações, ou, acesse a rotina Docs de Saída MATA460A > Outras Ações > Estornar liberação. Após estornar poderá submeter novamente à análise)

  • Após liberar o Pedido nesta etapa de análise de Estoque indica que o mesmo está apto a ser faturado