Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Atenção

Esta página foi revisada para considerar as configurações da atualização 1.6.2 e superiores.

Caso possua uma atualização 1.6.0 à 1.6.1, acesse: Como faço para instalar e utilizar o Monitor de Serviços do fluig 1.6.0 ao 1.6.1?

Para atualizações 1.5.13 e inferiores, acesse: Como instalar e utilizar o Monitor de Serviços fluig na atualização 1.5.13 e inferiores?

Índice


Objetivo


O objetivo deste guia é explicar como obter informações de monitoramento de serviços do fluig. Estas APIs permitem que clientes monitorem e realizem consultas de diversos relatórios referente a serviços consumidos pelo fluig.


Pré-requisitos


Para que se tenha uma compreensão completa destas informações, alguns conhecimentos são considerados pré-requisitos, entre eles:

  • Visão geral sobre o fluig

Atenção

Para acessar as APIs de Monitoramento de Serviços do fluig, deve-se realizar autenticação com um usuário administrador ou com o usuário "wcmadmin".


Funcionamento


O módulo de monitoramento permite a consulta de uma série de relatórios referente a serviços em uso pelo fluig. Estas informações são úteis para monitorar desenvolvimentos sobre a plataforma para evoluí-los. O acesso aos relatórios pode ser feito através de API REST (que retorna um JSON) e via JMX. 


Balanceamento de carga e alta disponibilidade - Cluster


Em um ambiente de alta disponibilidade com autenticação integrada, a autenticação do wcmadmin deve ser realizada através do endereço: [protocolo]://[endereço_ip]:[porta]/portal/home?dologin. Em seguida acessar a URL: http://[servidor_fluig]:[porta]/monitoring/api/v1/monitors/report.

Em ambientes com balanceamento de carga, o monitoramento deverá ser realizado em cada nó. Isso significa que, não é possível consultar em um nó e obter o resultado dos demais no mesmo retorno.


Serviços monitorados


Os monitores podem ser observados através de duas consultas REST diferentes. Você pode consultar diretamente o monitoramento que desejar incluindo o parâmetro na URL. Abaixo são apresentados as APIs com a relação de nomes e parâmetros de todos os monitores e seus serviços monitorados.


API monitors


Para acompanhar os serviços listados abaixo, altere a URL do fluig no navegador pela apresentada a seguir. Os resultados apresentam o status atual dos serviços.

[protocolo]://[host fluig]/monitoring/api/v1/monitors/report/<parâmetro>
GRUPOPARÂMETRODESCRIÇÃO

Analytics

ANALYTICS_AVAIABILITY

Indica a disponibilidade do fluig Analytics (http://analytics.fluig.com/).

Cache

CACHE_AVAIABILITY

Indica a disponibilidade do servidor de cache.

MiscLICENSE_SERVER_AVAILABILITYIndica se o servidor de licenças está disponível.
MAIL_SERVER_AVAILABILITYEnvia um e-mail de teste para test@fluig-monitor.com, para indicar a disponibilidade do serviço de e-mails.
OPEN_OFFICE_AVAILABILITYIndica se o servidor do OpenOffice está ativo.
SOLR_SERVER_AVAILABILITYIndica se o servidor do Solr está ativo.
MS_OFFICE_AVAILABILITYIndica se o Office está instalado e ativo no servidor.
VIEWER_AVAILABILITYIndica se o Viewer está configurado.

Realtime

REAL_TIME_AVAILABILITY

Retorna se o NodeJS encontra acessível.


API statistics


Para acompanhar os serviços listados abaixo, altere a URL do fluig no navegador pela apresentada a seguir. É importante mencionar que os resultados não são monitorados em tempo real e sim checados a cada 5 minutos.

[protocolo]://[host fluig]/monitoring/api/v1/statistics/report/<parâmetro>
GRUPOPARÂMETRODESCRIÇÃO

Database

DATA_SOURCE_FLUIGDS

Retorna o tamanho do pool de conexões para o datasource transacionado.

DATA_SOURCE_FLUIGDSRO

Retorna o tamanho do pool de conexões para o datasource somente de leitura sem transação.

DATABASE_SIZE

Indica o tamanho total da base de dados utilizada pelo fluig.

DATABASE_TRAFFIC

Indica o tráfego de envio e de recebimento da base de dados utilizada pelo fluig. Só para MySQL.

DATABASE_INFO

Retorna dados sobre o nome e versão do banco de dados e do driver de conexão e versão do drive.

Filesystem


ARTIFACTS_APPS_DIR

Retorna a relação de arquivos implantados no diretório fluig/appserver/apps com suas respectivas Hash MD5.

LOG_DIR_SIZE_MONITOR

Indica o tamanho do diretório de logs do servidor.

ROOT_FILE_SYSTEMS

Retorna as raízes de montagem do filesystem com seus respectivos tamanhos em bytes.

TEMPLATE_DIR_SIZE

Indica o tamanho do diretório de templates.

VOLUME_DIR_SIZE

Indica o tamanho do diretório de volume.

TEMPORARY_DIR_SIZE

Indica o tamanho do diretório temporário do servidor.

Atenção

Os parâmetros LOG_DIR_SIZE_MONITOR,TEMPLATE_DIR_SIZE, VOLUME_DIR_SIZE e TEMPORARY_DIR_SIZE foram depreciados na atualização 1.6.4.

JVM

RUNTIME

Retorna a hora de início e o tempo que está em execução.

THREADING

Retorna o número de threads em execução, pico e quantidade iniciadas.

Memory

DETAILED_MEMORY

Retorna a relação de memórias da JVM, com tipo, total alocado, total comprometido e máximo.

MEMORY

Retorna o total de memória heap e non-heap alocados.

CacheCACHE_CONFIGURATIONIndica se a configuração do endereço do servidor de cache está definida para algo diferente de "LOCAL_MAP".

Misc

EXTERNAL_CONVERTERIndica se conversor interno de documentos está ativo.

Users

CONNECTED_USERS

Indica o número de sessões de usuários ativas no portal. Este número não corresponde necessariamente ao número de usuários autenticados na plataforma.

Atenção

Sempre que um monitor retornar FAILURE é possível acessar o arquivo server.log, armazenado em [Instalação fluig]/appserver/domain/servers/<fluig server>/log, para obter informações detalhadas do erro ocorrido.


Acesso REST


Para acessar os serviços via interface REST existem duas formas:

MétodoURLExplicação
GEThttp://<host>/monitoring/api/v1/monitors/reportRetorna o relatório consolidado de todos os monitores citado acima, sem uso de parâmetros.
http://<host>/monitoring/api/v1/statistics/report
GEThttp://<host>/monitoring/api/v1/monitors/report/[PARÂMETRO]

Retorna o relatório para um recurso em específico. O parâmetro deve ser escrito em maiúsculo.

http://<host>/monitoring/api/v1/statistics/report/[PARÂMETRO]

Onde:

  • [PARÂMETRO] = Nome do monitoramento.
  • Os retornos sempre são Strings.

    Figura 1 - Exemplo de consulta consolidada
    Onde:
    • FAILURE: Falha na resposta do serviço;
    • NONE: Não foi utilizado até o momento;
    • OK: Em funcionamento e/ou ativado.
    Figura 2 - Exemplo de consulta parametrizada