Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Ajuste do Controle de Numeração automática

Produto:

Microsiga Protheus

Ocorrência:

Procedimentos para ajustar o Controle de Numeração automática de Formulários (Tabelas / ALIAS) diversos no Protheus

Ambiente:

SIGAFAT - Faturamento


O controle de numeração do Protheus utiliza a Tabela ASCII para definição de sequência.

Antigamente utilizava-se o Hard Lock conectado ao servidor. Posteriormente esse controle foi migrado para as Tabelas SXE / SXF físicas no diretório do ambiente.

A partir do Protheus V12 o controle de numeração deve ser exclusivamente via License Server (Release 25 inclusive já valida no momento do Upgrade para não permitir virada do release sem uso do License - DFRM1-16558).

Além do fato de o desempenho ser muito superior neste modelo em relação ao modelo nas tabelas SXE/SXF, existe também o fato de que as tabelas SXE/SXF serem gerenciadas pelo FileSystem, e por conta disto podem sofrer corrompimento em casos de encerramentos inesperados, como quedas de energia.

A numeração das tabelas em License Server é armazenada em memória, enquanto o License Server está ativo. Quando o serviço do License Server é parado, é criado um arquivo chamado LSNumber.val na pasta do Application Server. Neste arquivo são gravadas as últimas sequências das chaves em uso no License, das tabelas que possuem numeração automática. Quando o License é reiniciado, esses dados são lidos desse arquivo e carregados em memória novamente, para dar continuidade na sequência da numeração automática.

Todos os detalhes em: Numeração automática pelo License Server

1 - Validar que seu controle de numeração está devidamente configurado para utilizar o License Server:

Verifique no arquivo appserver.ini como está preenchida a chave (ENABLENUMER) da sessão [licenseserver]. Deve estar configurado: Enablenumber=1 o que indica controle no License Server (Enablenumber=0 indica controle pelas antigas tabelas SXE/SXF)

Exemplo

[LICENSESERVER]
Enable=1
Port=5555
ShowStatus=1
ENABLENUMBER= 0 ou 1

ENABLENUMBER= 0 = SXE e SXF
ENABLENUMBER= 1 = License Server

Colocações IMPORTANTES:
  • Se não existir a linha Enablenumber na seção [LicenseServer], assume-se o padrão, que é numeração no License Server.


  • Caso identifique que ainda está configurado como SXE/SXF recomendamos que faça um backup das tabelas SXE e SXF antes de alterar pois, ao alterar o modo de numeração para o modo License Server (Enablenumber=0 para Enablenumber=1) as tabelas SXE e SXF serão deletadas no momento em que acessar a primeira rotina que utilize numeração automática, e nesse momento, o License Server irá buscar a última numeração de cada tabela com numeração automática, e carregar em memória. Após a alteração, caso a numeração esteja na ordem incorreta, utilizar a rotina APCFG110 para acertar (abordada a seguir).


  • O usuário que inicializa o serviço do Protheus Server (que usa License Server) deve ser o ADMINISTRADOR.


  • Certifique-se de estar com BUILD e LIB e versão do LS - License Server atualizados (LS deve ser igual ou superior a 1.03.014). Detalhes em:Habilitada geração do arquivo LSNumber.val

    Com esta atualização volta a ser gravado o arquivo LSNumber.val (quando o servidor de licenças é encerrado corretamente, via console ou no fim do serviço).
    Esse arquivo grava a última sequência disponível para as chaves em uso no License, quando o servidor de licenças é reiniciado esses dados são carregados para a aplicação e no momento de obter a próxima sequência serão considerado os dados que estiverem nesse arquivo.
    A funcionalidade é recomendada pois uma vez que a sequencia estiver corrigida o License irá guardar o conteúdo e continuar sempre a partir dele; ao invés de buscar na tabela do sistema a próxima sequencia para a chave a partir da última numeração gravada.

    Se estiver com License Server anterior à versão 1.03.014 e com builds superior a 7.00.131227A -  1.0.3 então, neste caso, o sistema não irá gravar o arquivo LSNumber.val e passará a buscar na Tabela a maior numeração já gravada para dar sequência. Detalhes em: Criação do LSNumber.val / Numeração automática pelo License Server

    Ou seja, o License Server irá varrer a Tabela em questão (exemplo SC5) no Banco de Dados e irá se basear na maior numeração que possui gravada e incrementar em +1
    Exemplo: A sequência do campo está na numeração 000096 , 000097 , 000098 , 000099 , 000100 .... Mas, por algum motivo, essa tabela já possui um registro gravado com a numeração 142535. Ao reiniciar o LS, irá varrer a tabela para encontrar a última numeração e como o número 142535 é maior que o 000100, seguirá a numeração a partir do 142535 respeitando a regra da maior numeração que possui gravada e incrementar em +1
    Observação: Para ambientes que possuam lacunas na numeração automática como exemplificado acima, é possível utilizar o ponto de entrada CRIASXE, que consegue varrer a tabela e setar a numeração. Mais informações: ADVPL - Ponto de Entrada CRIASXE


  • Múltiplos Ambientes utilizando o mesmo License Server:

    Quando sua estrutura possui mais de um Appserver / mais de uma pasta System apontando para o mesmo License Server, a numeração de uma base pode influenciar na outra. Por isso, é necessário configurar a chave SpecialKey no arquivo appserver.ini de cada base, para que cada ambiente possua uma chave diferente no License Server. Esse cenário é encontrado por exemplo quando se possui mais de um ambiente (exemplo ambiente de Produção e ambiente de Teste) apontando para o mesmo banco de dados e o mesmo License Server (configuração no ini do server).

    Veja como configurar a chave SpecialKey

    Ambiente DBF: Se os ambientes forem DBF/CDX eles devem apontar para endereços no X2_PATH, obrigatoriamente, diferentes.

    Ambiente TOP: Se os ambientes forem TOPConnect/TOTVSDBAcess, os alias dos ambientes devem ser, obrigatoriamente, diferentes.

2 - Validar que o Formulário (a tabela / rotina) em questão possui realmente a função de numeração automática:


Nem todas as Tabelas / as Rotinas do Protheus possuem por padrão a função de sugerir numeração automática.

Para que, por exemplo, cadastro de clientes, traga na inclusão automaticamente o próximo número disponível, utiliza-se a seguinte sintaxe no inicializador padrão (SX3) do campo A1_COD: GetSx8Num("SA1","A1_COD")

É necessário verificar se o X3 do campo que deseja está com esta informação no inicializador padrão! Na maioria das vezes o inicializador padrão do campo está cadastrado como: GetSx8Num("SA1")

(Observação: Particularmente se o caso for referente ao Cadastro de Cliente SA1 é importante verificar também se a configuração não está Nativa do módulo SIGALOJA:SIGALOJA Geração do código de cliente a partir do CPF/CNPJ)


Quando uma mesma tabela tiver MAIS DE UM CAMPO com numeração automática, a função deve estar conforme exemplo:

CAMPO: A1_COD û GETSXENUM(SA1, A1_COD, A1_COD)
CAMPO: A1_CODTST û GETSXENUM(SA1, A1_CODTST, A1_CODTST)
Se não repetir o campo na função, o sistema só assume a numeração pelo Alias (tabela).


  • IMPORTANTE:

Esta configuração no SX3 para geração automática de numeração sequencial deve ser utilizada apenas por campos nos quais já consta a definição no nativo do Protheus. Não deve ser incluída manualmente em campos que não possuem este controle automático por padrão (como por exemplo no campoC5_NUM). Isto porque, este tratamento por si só não trata abandono de numeração reservada não utilizada (este tratamento é realizado no código fonte das rotinas). Ou seja, ao reservar a próxima numeraçãoclicando em "Incluir"(registro 000010 por exemplo) mas não efetivar a gravação, abandonando o registro, depois de já ter sido utilizada a numeração seguinte (depois de outra instância ter gravado a 000011 por exemplo) serão provocadas lacunas fazendo com que o controle automático se perca. Desta forma, seria necessário verificar a possibilidade de uso de ponto de entrada na rotina que deseja implementar o uso de numeração automática para o fiel comportamento da ferramenta, de forma a tratar abandonos de reserva de numeração.

3 - Ajuste da numeração automática:


Para acertar a numeração automática, quando ela sai de ordem por algum motivo, deve-se executar a rotina APCFG110 pelo Configurador.

Verifique primeiramente o último/maior número gravado na Tabela (registro "000004" por exemplo) a partir da qual deseja dar sequência (Atente-se à numeração de acordo com a Filial).


OBSERVAÇÃO: Suponhamos que o License Server seja parado de forma inesperada, como uma queda de energia ou fechamento inadequado, o arquivo não é gerado, e não reinicialização do License, as informações da última numeração são lidas diretamente das tabelas no banco e carregadas em memória.

Ou seja, se houver uma numeração discrepante na sequência da tabela, como por exemplo, alguma numeração iniciada com uma letra, em meio a uma sequência de números (no banco de dados, as letras vem depois dos números, então o código iniciado com letra vai ser considerado o último número da sequência, depois de qualquer número), toda vez que o servidor é reiniciado sem execução do processo correto (via console ou no fim do serviço), esse código será carregado com base nessa numeração "incorreta" do banco.


Vamos tomar, como exemplo, a numeração automática no campo A1_COD da tabela de Clientes (SA1).

Na imagem abaixo, note que existem 4 clientes cadastrados, portanto a última numeração é 000004:
2019-04-10_1001.png

Na rotina APCFG110, a numeração deverá estar conforme a imagem abaixo:
2019-04-10_1002.png

  • Na seção inferior (antiga SXF) - Numeros em uso/ Numeros liberados: Exibe a última numeração sugerida / a sugerir (ainda não gravada) → neste exemplo, 000005.
  • Na seção superior (antiga SXE) - Proximos numeros: Exibe a numeração seguinte, ou seja (última numeração sugerida / a sugerir (ainda não gravada)) + 1 → neste exemplo, 000006.
  • Se por algum motivo, ao incluir um Novo Cliente na rotina de Clientes, a próxima numeração não estiver sendo 000005, então deve clicar 2 vezes no número que está em Números em uso, alterar para o que seria o próximo, e na área Próximos números inserir o subsequente correto. Com isso é redefinida a ordem que o sistema de numeração automática deve seguir.


OBSERVAÇÃO:

Certifique-se de que tanto na seção inferior quanto na superior exista apenas uma linha (um registro) de sugestão da numeração para o ALIAS. Se houver registro duplicado, com ALIAS e Chave idênticos, reinicie o License Server e valide se foi ajustado de modo a possuir apenas uma linha (Dúvidas ou dificuldades nesse procedimento, acionar o Suporte Framework Protheus).


Pode lhe interessar:

Numeração automática pelo License Server

CFG - Numeração automática

FRAME - Acerto de Numeração