Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Índice


Monitoramento


A primeira meta é identificar o ponto de lentidão no sistema e levantar os tempos aproximados.

Com base no cenário de lentidão reportado, pode-se monitorar os tempos de resposta do servidor usando as ferramentas de desenvolvimento do navegador (tecla F12). O monitoramento dos tempos de resposta é feito pela ferramenta de rede (Network).


Tabela Geral para tempo de resposta

Tempo
Percepção
Reação
menor que 1 segundoInstantâneoFeliz
até 3 segundosRápidoIndiferente
de 3 a 5 segundosAceitávelDesconforto
de 5 a 10 segundosLentoIrritação 
maior que 10 segundosTravadoReenvio da solicitação


Tempos esperados para algumas operações do fluig

Operação
1 usuário
30 usuários
100 usuários
Carregar pagina< 3 segundos< 5 segundos12 segundos
Movimentação de processos< 5 segundos< 8 segundos20 segundos
Publicar documento< 3 segundos< 5 segundos

10 segundos


Análise


Após levantar o recurso e os tempos é possível fazer uma rápida análise para identificar alguns pontos que costumam interferir na resposta do servidor: 

Páginas

Tamanho das páginas

Ainda na aba de Network da ferramenta de desenvolvimento, verificar a quantidade de bytes transferidos para montar a página.

As páginas padrão da plataforma fluig não ultrapassam o tamanho de 1100 bytes. Tamanhos acima de 2 MB podem prejudicar a performance, dependendo da infraestrutura de rede.

Widgets síncronas

Em alguns casos, widgets demorados "travam" o carregamento de toda página. Retire o widget em questão da página e efetue um novo teste. Caso o tempo de resposta seja aceitável, verificar a possibilidade do widget ser convertido para assíncrono.

Banco de Dados

Solicite um relatório de queries lentas ao DBA da empresa (ou à equipe que monitora o banco de dados do fluig) e peça para verificarem se não existem locks muito demorados ou deadlocks.

Configurações

O fluig na instalação padrão sai com apenas 20 conexões com o banco. Recomenda-se ajustar a quantidade de conexões para um valor próximo à quantidade de usuários concorrentes esperada.

Atenção

Um número muito alto de conexões ao banco de dados gera gasto no gerenciamento do pool.

Para identificar se o sistema está sofrendo com falta de conexões, é necessário habilitar o console de gerenciamento do WildFly.

  1. No prompt de comando do Windows ou no shell do Linux, navegue até o diretório bin do WildFly ([Instalação do fluig]/appserver/bin);
  2. Executar o script add-user.bat ou add-user.sh;
  3. Na primeira pergunta exibida, apenas digite ENTER;
  4. Informe o nome do usuário na segunda pergunta;
  5. Escolha uma senha e digite-a na terceira e quarta perguntas;
  6. Após a confirmação da senha, digite ENTER na quinta pergunta;
  7. Na sexta e sétima perguntas é necessário digitar "Sim" (ou "Yes", se o console estiver em inglês) e confirmar com a tecla Enter.

Após o cadastro do usuário acesse o console de monitoramento http://[IP ou hostname]:9990.

  • A métrica Available indica quantas conexões estão livres para serem usadas.
  • O Active Count informa a quantidade de conexões com o banco sendo usadas no momento.
  • O Max Used é o registro do numero máximo de conexões usadas desde que o servidor foi iniciado. Se o percentual do Max Used estiver em 100% em algum momento o cliente sofreu com falta de conexões com o banco. Para verificar o percentual Max Used, acesse Runtime > Hosts > master > fluig1 > Subsystems > Datasources e acione View.

Ainda no console de monitoramento é possível acompanhar o uso de memória do WildFly. Para verificar o uso de memória, acesse Runtime > Hosts > master > fluig1 > JVM e acione View.

 

Caso o percentual do uso de memória fique variando na casa dos 90% por um longo período é possível que o servidor precise mais memória.

A última avaliação a ser feita no console é o acumulo de mensagens nas filas e tópicos. Para isso, acesse Hosts > master > fluig1 > Subsystems > Messaging - ActiveMQ e acione View.

Avaliar todas as filas e tópicos. Caso algum tenha a informação In Delivery maior que 30 provavelmente algum componente do fluig precise ser revisto.