Árvore de páginas
Ir para o final dos metadados
Ir para o início dos metadados

SHA256 gera o hash (message digest) de uma mensagem de entrada, com base no algoritmo SHA-256 da família SHA-2, definido em FIPS PUB 180-4 e publicado em 2001 pelo NIST.

Sintaxe

SHA256( < cContent >, [ nRetType ] )

Parâmetros

Nome

Tipo

Descrição

Obrigatório

Referência

cContent

caractere

Indica a string de entrada que contém os dados para os quais será gerado o hash.

X


nRetType

numérico

Indica o tipo do formato de retorno do hash. Quando informado 1 (um) retorna uma string no formato RAW_DIGEST (sequência de 32 bytes ASCII); quando informado 2 (dois) ou qualquer outro valor inteiro diferente de 1 (um) retorna uma string no formato HEX_DIGEST (sequência hexadecimal de 64 bytes). Caso não informado, o valor padrão é 2 (dois).



Retorno

Nome

Tipo

Descrição

cDigest

caractere

Retorna o hash (message digest) do conteúdo de entrada informado, no formato especificado.

Observações

  • A geração de um hash (message digest) normalmente é utilizada para verificar se o conteúdo sofreu alguma alteração, por exemplo, após ser enviado através de um e-mail, Web Service ou algum outro tipo de transporte ou armazenamento.
  • Caso algum erro ocorra durante a geração do hash uma mensagem de erro será gerada no log no servidor e o hash de saída será vazio.

Exemplos

User Function tstSHA256()

  Local sInput   := "0123456789abcdefghijklmnopqrstuvxz"
  Local sHashHex := ""
  Local sHashRaw := ""

  sHashHex := SHA256( sInput )
  Varinfo( "Input     ",  sInput   )
  Varinfo( "SHA256 Hex",  sHashHex )

  sHashRaw := SHA256( sInput, 1 )
  Varinfo( "SHA256 Raw",  sHashRaw )

  // a saída em hexadecimal pode ser confirmada no Linux usando o comando
  // $ echo -n "0123456789abcdefghijklmnopqrstuvxz" | sha256sum
  // f56673ef5ce7798129ed88486ac6f6d864c60b46540b4adf3199d7fdb70fb9aa  -

Return

Abrangência

AppServer 13.1.3.16 e 13.2.3.16

  • Sem rótulos