Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Esta página é destinada às instalações 1.6.1 ou superior do fluig.
Para atualização 1.5.13 ou inferior, acesse Como instalar o fluig nas atualizações anteriores a 1.6.1 - Linux?

Índice


Pré-requisitos 


Antes de iniciar uma instalação, certifique-se de que os procedimentos e requisitos abaixo foram preenchidos:

  • É obrigatório que a instalação do fluig seja realizada utilizando o usuário root ou um usuário que tenha os privilégios de instalação de pacotes e alteração de serviços.
  • Para realizar a instalação, será necessário possuir um gerenciador de interface gráfica ativo no Linux. Para instalações em modo caractere, acesse Instalação Linux - Modo Caractere.
  • Ter instalado o pacote unzip para descompactação de arquivos.


Distribuições homologadas


As distribuições Linux homologadas para o fluig podem ser consultadas na Matriz de Portabilidade

Orientação de segurança

Por motivos de segurança recomendamos que após a instalação do fluig em ambientes Linux, seja retirado o usuário como root seguindo o processo na documentação Configurar ambiente Linux para não utilizar o usuário root.



Passo a passo para a instalação do fluig


Importante!

Por questões de segurança orientamos não expor seu fluig diretamente à internet. Para isso, será necessário criar uma rede DMZ juntamente com o protocolo HTTPS.

Abra o terminal do sistema operacional e execute o seguinte comando:

$ sudo bash fluig-installer-64.sh


Em seguida, acompanhe o passo a passo para instalação gráfica do fluig em Linux:


    • Na primeira tela, o idioma da mídia de instalação deve ser selecionado.


    • Em Termo de Uso é exibido o contrato de licença do produto que contém os termos de uso, copyright e recomendações para a execução da instalação que deverão ser lidos atentamente.

    • Para prosseguir, assinale a opção Eu concordo com este contrato de licença e em seguida, clique em Próximo.


    • Em Instalação do fluig informe se deverá ser realizada a instalação ou atualização do fluig.
    • Mantenha assinalada a opção Instalar o fluig.


    • Em Diretório de Instalação informe o diretório destino da aplicação. Por padrão a pasta de instalação será chamada "fluig" e ficará armazenada na unidade em que o sistema operacional está instalado. Por exemplo: "/opt/fluig".

    Atenção!

    Não é permitida a instalação do fluig em pastas cujo nome contenha acentuações e/ou espaços.



    • Em Dados do Servidor devem ser preenchidas as informações de acesso ao servidor fluig.
    • O campo Endereço IP é preenchido automaticamente pelo instalador, porém confirme se este é o IP correto de acesso ao servidor, pois em um servidor com múltiplas interfaces de rede, a sugestão de endereço IP pode não ser a interface de rede principal.
    • Porta: porta do servidor que será utilizada para a execução do fluig.

    O fluig não permite o uso do "localhost" no campo Endereço IP. Para ambientes focados exclusivamente em desenvolvimento sobre a plataforma ou treinamento, recomendamos o uso do endereço "127.0.0.1" ou o hostname do servidor.


    • Em Banco de Dados selecione o banco mais adequado às suas necessidades.

    Importante

    O sistema gerenciador do banco de dados deve estar instalado e o banco ou instância deve ter sido previamente criado, conforme os pré-requisitos listados no início deste guia.



    • Nesta etapa informe os dados para conexão com o banco de dados.
    • Cada banco de dados possui uma configuração de conexão distinta, portanto confira abaixo as informações necessárias para cada um dos banco de dados e utilize o guia referente ao banco de dados selecionado anteriormente:

    Para o banco de dados MySQL, é necessário que a base seja criada conforme descrito em Configuração de banco de dados MySQL;

     Para configurar a conexão com um banco de dados MySQL, é necessário informar os seguintes dados:

    • Usuário: usuário utilizado para conexão com o banco de dados;

    • Senha: senha do usuário utilizado para conexão com o banco de dados;

    • Servidor: endereço do servidor;

    • Porta: porta lógica do servidor;

    • Banco: nome do banco de dados; 
       

    Para o banco de dados SQL Server, é necessário que a base seja criada conforme descrito em Configuração do banco de dados SQL Server.

    Para configurar a conexão com um banco de dados Microsoft SQL Server, é necessário informar os seguintes dados:

    • Usuário: usuário utilizado para conexão com o banco de dados;
    • Senha: senha do usuário utilizado para conexão com o banco de dados;
    • Servidor: endereço do servidor;
    • Porta: porta lógica do servidor;
    • Banco: nome do banco de dados;
    • Instância: nome da instância do SQL Server;

    Para o banco de dados Oracle, é necessário realizar algumas configurações para inicialização do fluig, conforme detalhes em Configuração do banco de dados Oracle.

    Para um banco de dados Oracle é necessário informar os seguintes dados:

    • Usuário: usuário utilizado para conexão com o banco de dados;

    • Senha: senha do usuário utilizado para conexão com o banco de dados;

    • Servidor: endereço do servidor;

    • Porta: porta lógica do servidor;

    • Banco: SID (Oracle System Identifier) da instância do banco de dados;


    • Em Configuração de E-mail os campos não são obrigatórios. Poderão ser informados o endereço do Servidor SMTP, a Porta SMTP e o E-mail do Remetente padrão para envio de notificações a respeito das ações tomadas no fluig.
    • Caso o servidor SMTP exija autenticação é necessário assinalar a opção Servidor exige autenticação e informar um usuário e senha válido.


    • Em Tipo de licenciamento escolha a opção mais adequada para seu ambiente:


    • Nesta etapa são oferecidas duas opções de licenciamento. Cada uma é configurada de forma diferente na plataforma.
    • Clique nas opções abaixo e verifique.


    Em Servidor de Licenças informe o endereço do Servidor de Licenças e Porta do Servidor de Licenças, para que a plataforma seja habilitada para uso. Esta configuração é válida para todas as empresas cadastradas. Os valores preenchidos podem ser editamos após a instalação através do painel administrativo da plataforma.

    Os valores preenchidos automaticamente pelo instalador são apenas uma sugestão e não apontam necessariamente para um servidor de licenças válido.

    Clientes Cloud devem abrir um ticket para a Equipe de Atendimento Cloud TOTVS solicitando alteração do License Server.


    O fluig Identity Partner é um novo modelo de licenciamento que utiliza o fluig Identity na nuvem para controlar o acesso ao produto fluig. Para que clientes atuais e novos utilizem o modo License Server.

    Sua configuração é realizada após acessar a plataforma, utilizando um usuário com perfil de administrador.


    • Em Servidor de Chat informe a URL do Servidor de Chat, a Porta do Servidor de Chat, a Porta para RealTime.
    • O mesmo servidor utilizado para a instalação do fluig pode ser utilizado para a configuração do chat, basta informar o endereço IP preenchido no passo 5.

    O Servidor de Chat é responsável por atualizar a Central de notificações do usuário, sem que seja necessário atualizar toda a página do fluig.



    • Na tela configuração Servidor de Indexação é possível configurar o servidor que será utilizado no processo de indexação dos documentos do repositório. Informar a URL do servidor.


    • Neste momento, o instalador irá realizar uma verificação no servidor. Após a conclusão, clique em Próximo.


    • Neste passo o instalador informa os pacotes do sistema que serão instalados.
    • Em seguida, o instalador irá verificar a compatibilidade dos componentes de software existente no servidor e prepara a instalação com os dados informados anteriormente.


    • Os arquivos serão copiados para a pasta destino da instalação. Após a conclusão do processo de instalação, clique em Próximo.


    • Nesse passo o instalador exibe a execução dos processos externos e um relatório sobre a instalação do produto. O sistema será registrado como um serviço do Microsoft Windows. Clique em Próximo.

    Fique atento

    Algumas distribuições Linux não possuem o comando chkconfig, o que gera um alerta informando que o comando não foi encontrado durante a execução dos processos externos da instalação. Caso isto ocorra, clique em Sim na caixa de diálogo aberta para continuar com o processo de instalação.


    • A instalação do fluig é concluída com sucesso. Clique em Pronto para encerrar.

    Por questões de segurança é altamente recomendável efetuar a encriptação da senha conforme o procedimento informado nesta documentação.


    Atenção!

    Não se esqueça de revisar as orientações apresentadas na página de Configurações sugeridas em ambientes Linux.



    Exceção Firewall


    Caso o servidor onde o fluig foi instalado possua firewall ativo é necessário adicionar exceções para as seguintes portas utilizadas pelo fluig:

    • Porta do Servidor de Aplicação do fluig;
    • Porta do Servidor para RealTime;
    • Porta do Servidor de Chat.


    Inicialização


    Os procedimentos de inicialização estão disponíveis na página Inicializar fluig - Linux.


    Primeiro acesso


    Para informações sobre os próximos passos, que envolvem o primeiro acesso ao fluig, acesse a documentação Primeiro acesso após a instalação do fluig.


    Dica

    Para informações sobre utilização do fluig, acesse o Guia Rápido fluig, acompanhe os primeiro passos e se familiarize com o produto!