Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Índice


Falando de configurações do sistema...

Esse recurso permite definir as configurações básicas para a utilização da plataforma.

É possível definir informações sobre notificações, autenticação integrada, personalização de exibição da plataforma, utilização de assinatura digital em documentos, dentre outras.




Gerenciar configurações do sistema


01. Acessar a plataforma com o usuário wcmadmin.

02. No menu principal, acionar Painel de Controle, logo depois verificar o agrupador WCM e acionar Configurações do sistema.

03. Inserir as informações solicitadas na aba Portal.

As informações solicitadas são:

Protocolo: Indica se o protocolo de acesso é HTTP ou HTTPS.

Domínio: URL do portal utilizado.

Porta: Porta de acesso à plataforma. A porta padrão é 443.

Tema padrão: Tema padrão selecionado para a criação de novas empresas (tenant).

04. Acionar a aba Autenticação e definir as informações solicitadas.

As informações solicitadas são:

Habilitar autenticação integrada: Quando assinalado, determina que a integração com o sistema operacional Windows está ativa, ou seja, possibilita que os usuários que estão registrados no Active Directory – implementação de serviço de diretório que armazena informações sobre objetos em rede de computadores e as disponibiliza ao usuário – possam acessar a plataforma sem precisar informar seus dados de acesso na tela de login da plataforma, desde que já estejam autenticados no Windows.

URL script de autenticação: URL do servidor IIS (Serviços de Informações da Internet) – no qual será executado o script de autenticação remota. Esse campo somente é habilitado quando for assinalada a opção "Habilitar autenticação integrada".

Token de autenticação: Token utilizado para validar a integridade e a segurança das requisições de autenticação integrada. Para gerar um novo token, acionar Gerar novo token, localizado no lado direito do campo. Esse campo somente é habilitado quando for assinalada a opção "Habilitar autenticação integrada".

Endereço do servidor AD: Endereço do servidor do Active Directory no seguinte formato: [servidor]:[porta]. Esse campo somente é habilitado quando for assinalada a opção "Habilitar autenticação integrada".

Base DN: DN (Distinguished Name) base que será utilizado para informar abaixo de qual entrada no Active Directory serão pesquisados e validados os usuários para a autenticação integrada. Esse campo somente é habilitado quando for assinalada a opção "Habilitar autenticação integrada".

Usuário de domínio: Usuário do Active Directory que possui privilégios suficientes para ler informações de outros usuários no Active Directory. Esse campo somente é habilitado quando for assinalada a opção "Habilitar autenticação integrada".

Senha: Senha do usuário de domínio. Esse campo somente é habilitado quando for assinalada a opção "Habilitar autenticação integrada".

05. Acionar a aba Thumbnail e inserir o caminho para o executável do FFmpeg, que é o aplicativo responsável por gerar versões reduzidas de imagens e vídeos na plataforma com o intuito de facilitar a visualização e o reconhecimento de um conteúdo desse tipo.

É necessário que o FFmpeg esteja instalado no servidor da plataforma para que ela possa gerar os thumbnails. Mais informações sobre como obter o FFmpeg e qual a versão necessária podem ser obtidas na documentação Configurar e Habilitar Thumbnails.

06. Acionar a aba Personalização e inserir as informações solicitadas.

As informações solicitadas são:

URL da imagem de logo (página de login): URL da imagem de logomarca que será exibida na página de login da plataforma na Web.

URL da imagem de logo (página de login mobile): URL da imagem de logomarca que será exibida na página de login do aplicativo móvel da plataforma.

URL para redirecionamento mobile: URL da página que é exibida quando um usuário acessa a plataforma por um navegador mobile e que informa que é possível baixar o aplicativo móvel da plataforma para acessar os seus recursos de forma otimizada.

07. Acionar a aba Parâmetros da plataforma e inserir as informações solicitadas.

As informações solicitadas são:

CONFIGURAÇÕES GERAIS


Bloqueio de Clickjacking: Quando habilitado, evita que ataques clickjacking sejam realizados no fluig. Os ataques Clickjacking são executados inserindo uma página dentro de outra através de um elemento iframe em uma página HTML e interceptando eventos de mouse e teclado e, por esse motivo, este recurso vem habilitado por padrão. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Não é recomendado desativar esta opção, portanto altere esse parâmetro somente se tiver ciência dos riscos da vulnerabilidade.



CONFIGURAÇÕES DE E-MAIL


Tudo o que for configurado como global será aplicado para todas as empresas cadastradas na plataforma.

Segurança: Permite o uso dos protocolos TLS ou SSL na conexão SMTP. Se o servidor de e-mail utilizar um desses protocolos, será necessário selecioná-lo, caso contrário, deve-se selecionar a opção 'Não'.

  • Não;
  • TLS;
  • SSL.

Host do Servidor: Endereço do servidor de envio de e-mails (SMTP).

Porta do Servidor: Porta do servidor de envio de e-mails (SMTP). A porta padrão é 25.

Autenticação: Quando habilitado, permite utilizar a autenticação no envio de e-mail. Se o servidor de e-mail exigir autenticação através de usuário e senha, esta opção deve ser habilitada. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Usuário: Login do usuário utilizado na autenticação do servidor de e-mail.

Senha: Senha utilizada na autenticação do servidor de e-mail.

Todas as notificações por e-mail: Quando habilitado, determina que todas as notificações por e-mail serão enviadas com o remetente informado no campo "E-mail do remetente", tanto as de produto (com interação do usuário) quanto as do sistema. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Remetente padrão: Quando habilitado, determina que o e-mail das notificações será enviado por um remetente padrão. Quando não habilitado esse recurso, o remetente será o e-mail que foi definido para a empresa. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

E-mail do remetente: E-mail que será considerado o remetente padrão para o envio das notificações, quando a opção "Remetente padrão" está habilitada.

Nome do remetente: Nome do remetente padrão para o envio de notificações por e-mail, quando a opção "Remetente padrão" está habilitada.

Agrupar e-mails no envio: Quando ativado, determina que os e-mails a serem enviados sejam agrupados e disparados a cada 2 segundos. Quando desabilitado, cada e-mail será disparado individualmente, o que em grandes quantidades pode causar o bloqueio das mensagens por serviços como o Gmail. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Para realizar a validação do envio de e-mail, utilize o botão Testar conexão, no trecho de configuração de e-mail.




Configurações do OpenOffice


Habilitar OpenOffice: Quando habilitada permite a utilização de Cópia Controlada. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Diretório do OpenOffice: Diretório no qual está o OpenOffice.

Portas do OpenOffice: Lista de portas do OpenOffice separadas por vírgula.



SERVIDOR DE LICENÇAS


Habilitar License Server: Quando habilitada permite a manipular a plataforma utilizando as licenças gerenciadas pelo License Server. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Host do LS: Endereço do servidor do License Server.

Porta do License Server: Porta utilizada pelo License Server.

Para realizar a validação da comunicação entre os servidores, utilize o botão Testar conexão, no trecho de configuração do Servidor de Licenças.




REALTIME


Habilitar o Realtime: Indica se o Realtime está habilitado no ambiente.

URL para recebimento de notificações: URL utilizada para recebimento de notificações da plataforma.

URL interna para envio de notificações: URL interna utilizada para o envio de notificações da plataforma.

Para realizar a validação com o serviço de Realtime, utilize o botão Testar conexão.




INDEXAÇÃO


URL de acesso ao Solr: URL utilizada para acessar o Solr.

Solr em Cluster: Quando habilitado, determina que a utilização do Solr em cluster está ativa. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Solr em Servidor Remoto: Quando habilitado, determina que a utilização do Solr em servidor separado está ativa. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Para realizar a validação com o serviço de indexação, utilize o botão Testar conexão.



FTP


Habilitar servidor FTP: Quando habilitado, permite a utilização do servidor de FTP. Ao habilitar o recurso, é exibido o indicativo ON, informando que o recurso está ativo. Quando esse recurso é desabilitado, é exibido o indicativo OFF.

Porta do FTP: Porta do FTP que é utilizada para publicação de documentos.

Faixa de Portas do FTP: Faixa de portas utilizadas pelo FTP para publicação e publicação em pastas privadas.

Porta FTP para pastas privadas: Porta utilizada pelo FTP para publicação em pastas privadas.

Faixa de portas FTP para pastas privadas: Definir a faixa de portas usadas para a comunicação de FTP passivo.

08. Acionar Salvar.



Exportar script de autenticação


01. Após salvar as informações inseridas para a autenticação integrada, acionar Exportar, localizado no canto inferior direito da aba Autenticação.

O script de autenticação remota deve ser publicado no servidor IIS.



Editar configurações do sistema


01. Acessar a plataforma com o usuário wcmadmin.

02. No menu principal, acionar Painel de Controle, logo depois verificar o agrupador WCM e acionar Configurações do sistema.

03. Alterar as informações desejadas.

Ao alterar alguns parâmetros é necessário reiniciar o serviço da plataforma.

04. Acionar Salvar.



Fique atento!

Esta documentação é válida a partir da atualização 1.6.5 - Liquid. Se você utiliza uma atualização anterior, ela pode conter informações diferentes das quais você vê na sua plataforma.