Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Índice

 

Objetivo

O objetivo deste guia é apresentar os procedimentos necessários para adaptar a plataforma fluig para ser traduzida para outros idiomas.

 

Conceito e configuração

O conceito de internacionalização ou i18n (que, por vezes, também é chamado de "Localização") consiste no desenvolvimento e/ou adaptação de um produto para o idioma de um ou mais países. O acrônimo "i18n" origina-se do inglês "internationalization", onde 18 é o número de letras entre o primeiro "i" e o último "n".

Na plataforma fluig, o i18n é suportado na forma de arquivos de propriedades distintos para cada idioma. Sempre que for criado um projeto a partir do Fluig Studio, a estrutura de i18n será apresentada conforme o exemplo a seguir:

 

 

Não se engane!

O nome do componente (widget, layout etc.) em questão coincide com o prefixo dos arquivos i18n. Este é o comportamento padrão do Studio, mas não é isso que fará com que as funções de i18n funcionem corretamente em seu componente. Dentro do arquivo application.info deve existir uma propriedade chamada locale.file.base.name. O importante é que o valor desta propriedade - esse sim - seja o mesmo que o prefixo dos arquivos i18n.

 

Utilização no desenvolvimento

Nos arquivos i18n o cadastro deve ser feito da seguinte forma:

codigo.da.label=Valor da Label

 

Arquivos de fontes freemarker (.ftl) e javascript (.js)

Quando é necessário referenciar o valor da tradução desejada, deve-se utilizar o código "${i18n.getTranslation('codigo.da.label')}".

Arquivo .ftl:

<div class="form-group">
	<label for="inputCode_${instanceId}">${i18n.getTranslation('codigo.da.label')}</label>
	<input type="text" class="form-control" id="inputCode_${instanceId}" />
</div>

Arquivo .js:

var descricao = '${i18n.getTranslation("codigo.da.label")}';

Como traduzir propriedades do application.info?

Algumas propriedades do application.info são utilizadas em telas do sistema, sendo uma delas a tela de seleção de widgets na edição de páginas. É obrigatório, portanto, que ao menos as propriedades application.titleapplication.description e application.category sejam traduzidas.

Para que isso seja possível, basta criar essas propriedades com os mesmos códigos que aparecem no application.info nos arquivos i18n. Veja o exemplo a seguir:

codigo.da.label=Valor da Label
application.title=Título
application.description=Descrição do Componente
application.category=Categoria Escolhida

 

Mapeamento de caracteres (text file enconding)

É importante ter certeza de que todos os arquivos de seu projeto estejam configurados como UTF-8. Normalmente a configuração de mapeamento de caracteres pode ser encontrada em dois lugares.

Nas propriedades do projeto do eclipse:


Ou nas propriedades do próprio fonte:

 

Escape de caracteres (escape character)

Mesmo utilizando os arquivos com mapeamento de caractere UTF-8, é aconselhável utilizar caracteres de espace sempre que houver a necessidade de escrever caracteres especiais (ç, á, é etc.). Portanto, a propriedade:

window.edit.name=Nome de Exibição

torna-se:

window.edit.name=Nome de Exibi\u00E7\u00E3o

Assim, independentemente do sistema operacional no qual o Fluig é utilizado, os caracteres especiais sempre são mostrados corretamente. Para que esse processo seja feito de forma produtiva, pode-se utilizar uma das muitas ferramentas online de character escaping.

 

 

  • No labels