Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Boletim Técnico: Carga de Ambiente
Ocorrência
Nova Rotina
Resumo
Implementada a rotina “Carga de Ambiente” (LOJA1158), no módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), que cria uma forma de transferência de tabelas entre ambientes (terminais, caixas, servidores), tornando seu uso prático e gerenciável. A rotina apresenta as seguintes funcionalidades:•	Transferência dos dados das tabelas entre ambientes;•	Utilização de uma hierarquia de transferência;•	Facilidade na gerência dos ambientes envolvidos;•	Execução da carga de modo automático e com replicação na hierarquia;•	Substituição, em diversos cenários, do uso da carga existente no Front Loja (SIGAFRT).A “Carga de Ambiente” é composta pelas seguintes rotinas:•	Assistente de configuração do servidor de arquivos do módulo Controle de Lojas (LOJA0047);•	Assistente de geração de carga (LOJA1156);•	Assistente de carregamento de carga (LOJA1157); e•	Monitor de carga (LOJA1158).
ID do Chamado
SCMDQV
Produtos
  • Microsiga 11
  • Módulos
    • SIGALOJA
    Países
    • todos
    Traduções
    • Português (Portugal)
    • Espanhol
    • Inglês
    Sistema Operacional
  • todos
  • Bancos de Dados
    • todos
    Nome + Fonte
    LOJA0041, LOJA0042, LOJA0043, LOJA0044, LOJA0045, LOJA0046, LOJA0047, LOJA0048, LOJA0049, LOJA0050, LOJA1140, LOJA1141, LOJA1142, LOJA1143, LOJA1144, LOJA1145, LOJA1146, LOJA1147, LOJA1148, LOJA1149, LOJA1150, LOJA1151, LOJA1152, LOJA1153, LOJA1154, LOJA1155, LOJA1156, LOJA1157, LOJA1158, LOJA1159.
    Parâmetros Envolvidos
    MD4_AMBPAI; MD3_NOMAMB; MV_LJILTPA; MV_LJILLIP; MV_LJILLPO; MV_LJILLEN; MV_LJILLCO; MV_LJILLBR; MV_LJILLIM; MV_LJILLDO; MV_LJILLAC; MV_LJILLKT; MV_LJILJLO; MV_LJILVLO
    Número da FNC
    000000060972010
    Ajustes no Compatibilizador
    Não
    Integridade Referencial
    Não
    Aplicação de Patch
    Não
    Compatibilizador 1
    - U_UPDLOJ48()
    Procedimentos para Implementação

     Importante:

    Antes de executar o compatibilizador U_UPDLOJ48(), é imprescindível:
    a)     Realizar o backup da base de dados do produto que será executado o compatibilizador (diretório “\PROTHEUS_DATA\DATA”) e dos dicionários de dados "SXs" (diretório “\PROTHEUS_DATA\ SYSTEM”);
    Os diretórios acima mencionados correspondem à instalação padrão do Protheus, portanto, devem ser alterados conforme o produto instalado na empresa.
    b)     Essa rotina deve ser executada em modo exclusivo, ou seja, nenhum usuário deve estar utilizando o sistema.
    c)     Se os dicionários de dados possuírem índices personalizados (criados pelo usuário), antes de executar o compatibilizador, certifique-se que estão identificados pelo nickname. Caso o compatibilizador necessite criar índices, irá adicioná-los a partir da ordem original instalada pelo Protheus, o que poderá sobrescrever índices personalizados, caso não estejam identificados pelo nickname.
    d)     O compatibilizador deve ser executado com a Integridade Referencial desativada*.
     

          ATENÇÃO: O procedimento a seguir deve ser realizado por um profissional qualificado como Administrador de Banco de Dados (DBA), ou equivalente!
    * A ativação indevida da Integridade Referencial pode alterar drasticamente o relacionamento entre tabelas no banco de dados. Portanto, antes de utilizá-la, observe atentamente os procedimentos a seguir:
    i.       No Configurador (SIGACFG), veja se a empresa utiliza Integridade Referencial, selecionando a opção “Integridade/Verificação” (APCFG60A).
    ii.      Se não há Integridade Referencial ativa, são relacionadas em uma nova janela todas as empresas e filiais cadastradas para o sistema, e nenhuma delas estará selecionada. Neste caso, E SOMENTE NESTE, não é necessário qualquer outro procedimento de ativação ou desativação de integridade, basta finalizar a verificação e aplicar normalmente o compatibilizador, conforme instruções.
    iii.     Se Integridade Referencial ativa em todas as empresas e filiais, é exibida uma mensagem na janela de “Verificação de relacionamento entre tabelas”. Confirme a mensagem para que a verificação seja concluída, ou;
    iv.     Se Integridade Referencial ativa em uma ou mais empresas, que não na sua totalidade, são relacionadas em uma nova janela todas as empresas e filiais cadastradas para o sistema, e somente a(s) que possui(em) integridade está(arão) selecionada(s). Anote qual(is) empresa(s) e/ou filial(is) possui(em) a integridade ativada, e reserve esta anotação para posterior consulta na reativação (ou ainda, contate nosso departamento de Framework para informações quanto a um arquivo que contém essa informação).
    v.      Nestes casos descritos nos itens “iii” ou “iv”, E SOMENTE NESTES CASOS, é necessário desativar tal integridade, selecionando a opção “Integridade/ Desativar” (APCFG60D).
    vi.     Quando desativada a Integridade Referencial, execute o compatibilizador, conforme instruções.
    vii.    Aplicado o compatibilizador, a Integridade Referencial deve ser reativada, SE E SOMENTE SE tiver sido desativada, através da opção “Integridade/Ativar” (APCFG60). Para isso, tenha em mãos as informações da(s) empresa(s) e/ou filial(is) que possuía(m) ativação da integridade, selecione-a(s) novamente e confirme a ativação.
    Contate o departamento de Framework CASO TENHA DÚVIDAS!

    1.   No “TOTVS Smart Client”, no campo “Programa Inicial”, digite U_UPDLOJ48().
    2.   Clique no botão OK para continuar.
    3.   Após a confirmação é apresentada uma tela, ou para a seleção da empresa em que o dicionário de dados será modificado ou para a seleção do compatibilizador que será aplicado.
    4.   Ao confirmar, é apresentada uma mensagem de advertência sobre o backup e a necessidade de sua execução em modo exclusivo.
    5.   Clique em Sim para iniciar o processamento. O primeiro passo da execução é a preparação dos arquivos.
    É apresentada uma mensagem explicativa na tela.
    6.   Em seguida, é apresentada a janela de “Atualização concluída” com o histórico (log) de todas as atualizações processadas. Nesse log de atualização, são exibidos somente os campos atualizados pelo programa. O compatibilizador cria os campos que ainda não existam no dicionário de dados.
    7.   Clique no botão Gravar para salvar o histórico (log) apresentado.
    8.   Clique no botão OK para encerrar o processamento.
    Descrição de Ajustes

     

    1.   Criação no arquivo SX3 – Campos.
    ·       Tabela MD4 - “Ambientes replicação”.

    Campo
    MD4_AMBPAI
    Tipo
    Caractere
    Tamanho
    3
    Decimal
    0
    Formato
    @E 999
    Título
    Amb. Pai
    Descrição
    Ambiente pai
    Nível
    1
    Usado
    Sim
    Obrigatório
    Não
    Browse
    Sim
    F3
    MD4
    Val. Sistema
    Vazio() .Or. ExistCPO( "MD4", M->MD4_AMBPAI )
    Help
    Ambiente que o este ambiente depende.

     ·       Tabela MD3 - “Configuração comunicação”.

    Campo
    MD3_NOMAMB
    Tipo
    Caractere
    Tamanho
    60
    Decimal
    0
    Título
    Nome amb.
    Descrição
    Nome do ambiente
    Nível
    1
    Usado
    Sim
    Obrigatório
    Não
    Browse
    Sim
    Help
    Nome do ambiente no destino utilizado na comunicação. (Usado em para conexões RPC).

     2.   Criação no arquivo SX6 - Parâmetros

    Nome da Variável
    MV_LJILTPA
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Caminho temporário onde será armazenado os arquivos da carga.
    Valor Padrão
    \Temp\

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLIP
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    IP utilizado no wizard de importação e carga de dados.
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLPO
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Porta utilizada no wizard de importação e carga de dados.
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLEN
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Nome do ambiente utilizado no wizard de importação e carga de dados.
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLCO
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Empresa utilizada no wizard de importação e carga de dados.
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLBR
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Filial utilizada no wizard de importação e carga de dados.
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLIM
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Se fará a importação dos dados. (0=Não, 1=Sim)
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLDO
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Se fará a baixa dos dados. (0=Não, 1=Sim)
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLAC
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Se replicará as ações nos dependentes. (0=Não, 1=Sim)
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILLKT
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Se derrubará os outros processos. (0=Não, 1=Sim)
    Valor Padrão
     

     

    Nome da Variável
    MV_LJILJLO
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Se utilizará sistema de travas nos Jobs FRTA020, LOJA1115 e LJGrvBatch. (0=Não, 1=Sim)
    Valor Padrão
     

      

    Nome da Variável
    MV_LJILVLO
    Tipo
    Caractere
    Descrição
    Se utilizará sistema de travas na venda. (Só utilizar em sistema de venda Stand-Alone) (0=Não, 1=Sim)
    Valor Padrão
     

    Procedimentos para Configuração

     

    1.   Acesse o “Configurador (SIGACFG)”, opção “Ambientes/Cadastro/Menu” (CFGX013), inclua as novas opções de menu do “Controle de Lojas” (SIGALOJA), conforme instruções a seguir:

    Menu
    Atualizações->Off-Line
    Submenu
    Carga
    Nome da rotina
    Ass. Serv. Arq.
    Programa
    LOJA0047
    Módulo
    Todos
    Tipo
    Função Protheus
    Tabelas
    Nenhuma

     

    Menu
    Atualizações->Off-Line
    Submenu
    Carga
    Nome da rotina
    Ass. Ger. Carga
    Programa
    LOJA1156
    Módulo
    Todos
    Tipo
    Função Protheus
    Tabelas
    SX5

     

    Menu
    Atualizações->Off-Line
    Submenu
    Carga
    Nome da rotina
    Ass. Car. Carga
    Programa
    LOJA1157
    Módulo
    Todos
    Tipo
    Função Protheus
    Tabelas
    Nenhuma

     

    Menu
    Atualizações->Off-Line
    Submenu
    Carga
    Nome da rotina
    Monitor
    Programa
    LOJA1158
    Módulo
    Todos
    Tipo
    Função Protheus
    Tabelas
    MD3 – Configuração de comunicação
    MD4 – Ambientes replicação
    SX5 – Tabelas genéricas

    Procedimentos para Utilização

     

    Para demonstrar o uso da carga, o exemplo abaixo apresenta um cenário específico. Adapte esse cenário de acordo com a estrutura existente em sua empresa.
    Nesse exemplo, é necessária a criação de três ambientes distintos (Dicionários, Banco de Dados e System). Desses três ambientes, o primeiro representa a Matriz, o segundo, a Loja e o terceiro, um PDV.
       Importante:
          A “Carga de Ambiente” depende diretamente também da aplicação do pacote de atualizações (Patch), da execução do compatibilizador e da leitura do boletim “PAF-ECF – Programa Aplicativo Fiscal – Emissor de Cupom Fiscal”, referente à FNC 00000002244/2010.
    É importante obter as últimas versões dos códigos-fonte da Lib do Framework.
    Todos os ambientes envolvidos devem ter o dicionário de dados compatíveis, incluindo o modo de compartilhamento das tabelas.
     
    Preparação dos ambientes
    Processo cadastral executado na Matriz:
    1.   Acesse o módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), opção “Atualizações\Cadastros\Produtos” (MATA010), e cadastre alguns produtos;
    2.   Em “Atualizações\Cadastros\Clientes” (MATA030), cadastre uma série de clientes;
    3.   Na opção “Atualizações\Off-line\Integração\Cad. Ambiente” (LOJA1107), cadastre o Ambiente da Matriz (por exemplo, 001) e o ambiente da Loja (por exemplo, 002), informando que o ambiente-pai é o ambiente Matriz 001;
    4.   Agora em “Atualizações\Off-line\Integração\Config. Comunicação” (LOJA1106), cadastre uma nova comunicação para o ambiente 001 do Tipo RPC, informando o IP, a porta, o nome do ambiente, a empresa e a filial do ambiente 001;
    5.   Ainda nessa opção, cadastre uma nova comunicação para o ambiente 002 do Tipo RPC, informando o IP, a porta, o nome do ambiente, a empresa e a filial do ambiente 002;
    6.   Acesse o “Configurador (SIGACFG)”, opção “Ambientes/Cadastros/Parâmetros” (CFGX017), e configure o parâmetro MV_LJAMBIE com o código do ambiente atual, nesse caso, 001.
    Passos cadastrais executados na Loja
    1.   Acesse o módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), opção “Atualizações\Off-line\Integração\Cad. Ambiente” (LOJA1107), e cadastre o Ambiente da Loja (por exemplo, 002) e o ambiente do PDV, por exemplo, 003, informando que o ambiente-pai é o ambiente Loja 002;
    2.   Em “Atualizações\Off-line\Integração\Config. Comunicação” (LOJA1106), cadastre uma nova comunicação para o ambiente 002 do Tipo RPC, informando o IP, a porta, o nome do ambiente, a empresa e a filial do ambiente 002;
    3.   Ainda nessa opção, cadastre uma nova comunicação para o ambiente 003 do Tipo RPC, informando o IP, a porta, o nome do ambiente, a empresa e a filial do ambiente 003;
    4.   Acesse o “Configurador (SIGACFG)”, opção “Ambientes/Cadastros/Parâmetros” (CFGX017), e configure o parâmetro MV_LJAMBIE com o código do ambiente atual, nesse caso, 002.
    Passos cadastrais executados no PDV
    1.   Acesse o módulo Controle de Lojas, opção “Atualizações\Off-line\Integração\Cad. Ambiente” (LOJA1107), e cadastre o Ambiente do PDV (por exemplo, 003);
    2.   Em “Atualizações\Off-line\Integração\Config. Comunicação” (LOJA1106), cadastre uma nova comunicação para o ambiente 003 do Tipo RPC, informando o IP, a porta, o nome do ambiente, a empresa e a filial do ambiente 003;
    3.   Acesse o “Configurador (SIGACFG)”, opção “Ambientes/Cadastros/Parâmetros” (CFGX017), e configure o parâmetro MV_LJAMBIE com o código do ambiente atual, no caso, 003.
    Configuração do servidor de arquivos do SIGALOJA
    Nesse cenário-exemplo, há dois servidores de arquivos, um na Matriz para que a Loja possa baixar a carga da Matriz e outro na Loja para que o PDV possa baixar a carga da Loja.
    1.   No ambiente Matriz, acesse o módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), opção “Atualizações\Off-line\Carga\ Ass. Serv. Arq.” (LOJA0047);
    2.   No assistente, informe a porta e o nome do ambiente para a configuração do servidor HTTP. Informe também o IP e o caminho do repositório para o servidor de arquivos do SIGALOJA;
    3.   Reinicie o servidor da Matriz, acesse novamente a rotina e confirme, por meio da opção Testar, o funcionamento do servidor de arquivos do SIGALOJA;
    4.   Efetue o mesmo procedimento para o ambiente Loja.
    Disponibilização da carga na Matriz
    1.   No ambiente Matriz, acesse o módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), opção “Atualizações\Off-line\Carga\ Ass. Ger. Carga” (LOJA1156);
    2.   No assistente, selecione as tabelas SA1 (Clientes) e SB1 (Produtos). Selecione também as filiais que deseja enviar e inicie a geração da carga.
    Utilização do monitor de carga
    1.   No ambiente Matriz, acesse o módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), opção “Atualizações\Off-line\Carga\Monitor” (LOJA1158);
    2.   Verifique que são exibidos os ambientes dependentes do ambiente Matriz, que, nesse caso, é somente o ambiente Loja;
    3.   Verifique também que, à direita, são exibidos os status do servidor de arquivos e da disponibilização da carga, além do progresso de baixa de arquivo e a importação do ambiente posicionado na linha;
    4.   Para solicitar que o ambiente Loja inicie a baixa e importação da carga, clique em Iniciar Carga;
    5.   Em seguida, o progresso da carga no ambiente pode ser acompanhado, clicando-se em Atualizar;
    6.   Se houver algum erro ou informação durante o processo de carga, verifique as informações, clicando em Detalhes;
    7.   Para acessar o monitor de um determinado ambiente dependente, selecione a linha no ambiente e clique em Dependentes.
    Utilização do assistente de carregamento de carga
    1.   No ambiente Loja, acesse o módulo Controle de Lojas (SIGALOJA), opção “Atualizações\Off-line\Carga\ Ass. Car. Carga” (LOJA1157);
    2.   No assistente, informe o IP, a porta, o nome do ambiente, a empresa e a filial do servidor de arquivos e teste a conexão;
    3.   Depois clique em Baixar e Importar para que o ambiente baixe e importe a carga para o ambiente que está em uso.
    Informações Técnicas

    Tabelas Utilizadas
    MD3 – Configuração de comunicação, MD4 – Ambientes replicação, SX5 – Tabelas genéricas

    Observações

    Considerando o seguinte cenário: um servidor Microsiga Protheus que represente a Matriz da empresa, caso exista a configuração para se ter o Loja Off-Line, a Matriz, em vez de enviar a carga diretamente aos PDVs, envia primeiro à Loja (outro ambiente) que, por sua vez, fica responsável por enviar a carga ao PDVs.

    Nesse cenário, há um intermédio entre o ponto de origem e o ponto de destino da carga. Muitas vezes a Matriz é ligada à Loja por uma rede privada que passa pela internet. Para evitar que todos os PDVs baixem a carga da Matriz, esta primeiramente solicita que a Loja baixe a carga e, em seguida, de modo automático, a Loja solicita que os PDVs baixem a carga dela.

     

    Não existindo a configuração da Loja Off-Line, a comunicação é feita da Matriz diretamente para os PDVs. Essa transferência e comunicação podem ser iniciadas e acompanhadas diretamente no Monitor de Carga da Matriz ou, se for necessário, pode ser iniciada e acompanhada diretamente pela Loja por meio do assistente de carregamento de carga.
    Para que ocorra a carga de dados, o sistema tenta abrir a tabela que será substituída de modo exclusivo. Para evitar que Jobs ou até mesmo um cliente Microsiga Protheus esteja conectado, há um sistema de travas interno que possibilita a pausa dos Jobs e o encerramento de um cliente Microsiga Protheus, caso o servidor necessite importar os dados da carga.
    O sistema de travas interno para Jobs padrão é ativado pelo parâmetro MV_LJILJLO.
    O sistema de travas interno para a pausa da execução de uma Venda Assistida é ativado pelo parâmetro MV_LJILVLO. É importante ressaltar que esse parâmetro só deve ser ativado nos ambientes do tipo Stand-Alone, ou seja, ambientes em que o servidor e o cliente Microsiga Protheus são executados na mesma máquina e não há nenhuma conexão externa exceto a conexão da própria máquina.

     

     Importante:
    A “Carga de Ambiente” depende diretamente também da aplicação do pacote de atualizações (Patch), da execução do compatibilizador e da leitura do boletim “PAF-ECF – Programa Aplicativo Fiscal – Emissor de Cupom Fiscal”, referente à FNC 00000002244/2010.
    É importante obter as últimas versões dos códigos-fonte da Lib do Framework.
    Todos os ambientes envolvidos devem ter o dicionário de dados compatíveis, incluindo o modo de compartilhamento das tabelas.
    A carga de dados para a tabela genérica SX5 é feita parcialmente, enviando somente a tabela 23.
    Assistente de configuração do servidor de arquivos do módulo Controle de Lojas
    Para assegurar uma transferência de carga confiável e veloz, foi criado o componente chamado de “Servidor de arquivos do LOJA”. Por meio do servidor de arquivos, é possível que um servidor Microsiga Protheus transfira os arquivos para outro servidor de modo que seu progresso e velocidade possam ser exibidos e acompanhados.
    O servidor de arquivos do Controle de Lojas (SIGALOJA) é composto por:
    ·       Servidor HTTP: Responsável por hospedar e efetuar a comunicação entre servidores Protheus;
    ·       Web Function: Responsável por atender a solicitação e o envio do arquivo; e
    ·       Classes: Responsáveis pelas solicitações e gerenciamento do arquivo baixado.
    O funcionamento do servidor de arquivos do Controle de Lojas necessita que o Microsiga Protheus tenha a configuração do HTTP e a configuração do servidor de arquivos do Controle de Lojas informados no INI.
    Para auxiliar nessa configuração, a rotina intitulada “Assistente de configuração do servidor de arquivos” (LOJA0047) pode ser utilizada. Nela é possível informar o ambiente e a porta para a configuração do servidor HTTP, o endereço IP da máquina servidora e caminho do repositório dos arquivos que serão servidos, para o servidor de arquivos do LOJA. Além disso, a rotina permite efetuar o teste de conexão.
    Assistente de geração de carga
    O assistente de geração de carga é utilizado para auxiliar a disponibilização das tabelas e filiais para que outros servidores Microsiga Protheus possam baixá-las e importá-las para suas bases locais.
    No assistente, é possível selecionar as tabelas e filiais que deverão ser geradas. Além disso, é possível acompanhar a geração dessas tabelas e o status da última geração efetuada.
    Informações complementares:
    ·       A carga gerada é disponibilizada no caminho do repositório do servidor de arquivos do Controle de Lojas;
    ·       Os arquivos são separados por tabela+filial, quando a tabela trabalha em modo exclusivo, ou somente por tabela, quando a tabela trabalha em modo compartilhado;
    ·       Os arquivos gerados são compactados para diminuir seu tamanho;
    ·       A tabela SBI é gerada dinamicamente utilizando os dados da Tabela de Produtos (SB1) e da Tabela de Preços (SB0).
     Observação:
    Para efetuar a geração de carga sem a interação do usuário, está disponível a função LOJA1156Job em http://tdn.totvs.com/display/softwaregestao/LOJA1156Job.
    A geração pode ser acompanhada pelo console ou log do servidor. Para filtrar os dados durante a geração da tabela, utilize o ponto de entrada LJ1146Ex, disponível em http://tdn.totvs.com/display/softwaregestao/LJ1146Ex+-+Filtro+de+dados+exportados.
     
    Assistente de carregamento de carga
    O assistente de carregamento de carga é utilizado para auxiliar a baixa e importação das tabelas e filiais vindas de outro servidor Microsiga Protheus.
    No assistente, é necessário informar o IP, a porta, o ambiente, a empresa e a filial do servidor que está disponibilizando a carga por meio do servidor de arquivos do LOJA. Além disso, é possível efetuar o teste de conexão e acompanhar o progresso da baixa e da importação.
    Para automatizar o processo de carga dos dados, o próprio assistente também pode solicitar que os dependentes do ambiente atual iniciem a carga de dados de modo automático.
    Informações complementares:
    ·       A carga é baixada no caminho configurado no parâmetro MV_LJILTPA;
    ·       O assistente grava as informações nos seguintes parâmetros:
    ·         MV_LJILLIP – IP utilizado no Wizard de importação e carga de dados;
    ·         MV_LJILLPO – Porta utilizada no Wizard de importação e carga de dados;
    ·         MV_LJILLEN – Nome do ambiente utilizado no Wizard de importação e carga de dados;
    ·         MV_LJILLCO – Empresa utilizada no Wizard de importação e carga de dados;
    ·         MV_LJILLBR – Filial utilizada no Wizard de importação e carga de dados;
    ·         MV_LJILLIM – Opção para importação da carga de dados;
    ·         MV_LJILLDO – Opção para download da carga de dados;
    ·         MV_LJILLAC – Opção para réplica das ações nos dependentes;
    ·         MV_LJILLKT – Opção para eliminação dos outros processos que estão em execução, caso não seja possível abrir as tabelas exclusivamente.
     Observação:
    Para efetuar a carga dos dados sem a interação do usuário, está disponível a função LOJA1157Job, em http://tdn.totvs.com/display/softwaregestao/LOJA1157Job.
    A geração pode ser acompanhada pelo console ou log do servidor. Para filtrar os dados durante a importação da tabela, utilize o ponto de entrada LJ1144Im, disponível em http://tdn.totvs.com/display/softwaregestao/LJ1144Im+-+Filtro+de+dados+importados.
     
    Monitor de carga
    O monitor de carga é utilizado para monitorar, acompanhar e iniciar a carga nos ambientes dependentes do ambiente monitorado.
    No monitor, é possível visualizar e/ou executar:
    ·       A lista dos ambientes dependentes;
    ·       O histórico da última carga efetuada;
    ·       O progresso da baixa da carga (caso esteja acontecendo);
    ·       O estado do servidor de arquivos do LOJA;
    ·       A última carga disponibilizada;
    ·       A solicitação da baixa de carga para um ambiente ou um grupo de ambientes;
    ·       Os eventos que ocorreram durante a carga;
    ·       O acesso ao monitor de ambientes dependentes.
      Importante:
    O monitor de carga utiliza o conceito de troca de mensagens, ou seja, quando é solicitado que um determinado ambiente ou um grupo de ambientes iniciem a carga, o monitor solicita via RPC que o ambiente dependente inicie a carga. O ambiente dependente inicia uma nova thread para executar a carga e o controle de execução voltará ao usuário que fez a solicitação. Para acompanhar o progresso, é necessário atualizar a tela para que novamente, por troca de mensagens, o monitor receba as informações atualizadas de como está o progresso da carga no ambiente.
    Quando a carga em um ambiente dependente é finalizada, o sistema automaticamente solicita a todos os dependentes daquele ambiente o início da carga.
    Gerenciador de mensagens
    No desenvolvimento das rotinas de carga, foi utilizado o conceito de troca de mensagens entre funções e classes. Isso significa que dificilmente ocorrerá erros do tipo error.log. Se algum erro ocorrer, tanto por problemas de Banco de Dados, quanto por problemas de configuração, a informação desse erro será visualizada como um evento.
    Esse evento é apresentado em forma de janela, em que a descrição amigável da informação é apresentada, sendo possível ver os detalhes da informação, por meio da opção Detalhes.

     

    • No labels