Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Boletim Técnico: Acertos Fiscais por Item de Documento - p10
Ocorrência
Nova Rotina
Resumo
Implementada a tabela Livro Fiscal por Item (SFT), que permite armazenar o histórico dos itens de uma nota fiscal de entrada e/ou saída na forma em que foi escriturada, estando cancelada ou não.Esta tabela se relaciona com a tabela Livro Fiscal (SF3) por meio das chaves padrão do Sistema (FILIAL+SÉRIE+NOTA+CLIENTE ou FORNECEDOR+LOJA) além do campo Identificador (F3_IDENTFT) que identifica qual item (SFT) pertence àquele determinado Livro Fiscal (SF3).Esta funcionalidade foi disponibilizada por meio da opção Por item, na rotina de Acertos Fiscais (opção Miscelânea / Acertos/ Acertos Fiscais), permitindo alterar o Livro Fiscal (SF3) e o Livro Fiscal por Item (SFT), simultaneamente. 
Aplicabilidade
Acertos Fiscais por Item de Documento
Produtos
  • Microsiga 10
  • Módulos
    • SIGAFIS
    Portais
    • nenhum
    Países
    • Brasil
    Traduções
    • Português (Brasil)
    Sistema Operacional
  • todos
  • Bancos de Dados
    • todos
    Número da FNC
    104614, 8670/8623, 23364/23270
    Ajustes no Compatibilizador
    Sim
    Integridade Referencial
    Não
    Aplicação de Patch
    Não
    Procedimentos para Implementação

     

    Execute os compatibilizadores UPDFIS e UPDSFT, seguindo as instruções a seguir:
        Importante:
    Antes de executar o compatibilizador UPDFISé imprescindível:
    a)    Realizar o backup da base de dados do produto que será executado o compatibilizador (diretório “\PROTHEUS_DATA\DATA”) e dos dicionários de dados "SXs" (diretório “\PROTHEUS_DATA\ SYSTEM”).
    b)    Os diretórios acima mencionados correspondem à instalação padrão do Protheus, portanto, devem ser alterados conforme o produto instalado na empresa.
    c)    Essa rotina deve ser executada em modo exclusivo, ou seja, nenhum usuário deve estar utilizando o sistema.
    d)    Se os dicionários de dados possuírem índices personalizados (criados pelo usuário), antes de executar o compatibilizador, certifique-se de que estão identificados pelo nickname. Caso o compatibilizador necessite criar índices, irá adicioná-los a partir da ordem original instalada pelo Protheus, o que poderá sobrescrever índices personalizados, caso não estejam identificados pelo nickname.
    e)    O compatibilizador deve ser executado com a Integridade Referencial desativada*.

          ATENÇÃO: O procedimento a seguir deve ser realizado por um profissional qualificado como Administrador de Banco de Dados (DBA) ou equivalente!
    *         A ativação indevida da Integridade Referencial pode alterar drasticamente o relacionamento entre tabelas no banco de dados. Portanto, antes de utilizá-la, observe atentamente os procedimentos a seguir:
                  i.        No Configurador (SIGACFG), veja se a empresa utiliza Integridade Referencial, selecionando a opção Integridade/Verificação (APCFG60A).
                 ii.        Se não há Integridade Referencial ativa, são relacionadas em uma nova janela todas as empresas e filiais cadastradas para o sistema e nenhuma delas estará selecionada. Neste caso, E SOMENTE NESTE, não é necessário qualquer outro procedimento de ativação ou desativação de integridade, basta finalizar a verificação e aplicar normalmente o compatibilizador, conforme instruções.
                iii.        Se Integridade Referencial ativa em todas as empresas e filiais, é exibida uma mensagem na janela Verificação de relacionamento entre tabelas. Confirme a mensagem para que a verificação seja concluída, ou;
               iv.        Se Integridade Referencial ativa em uma ou mais empresas, que não na sua totalidade, são relacionadas em uma nova janela todas as empresas e filiais cadastradas para o sistema e, somente, a(s) que possui(em) integridade está(arão) selecionada(s). Anote qual(is) empresa(s) e/ou filial(is) possui(em) a integridade ativada e reserve esta anotação para posterior consulta na reativação (ou ainda, contate nosso Help Desk Framework para informações quanto a um arquivo que contém essa informação).
                v.        Nestes casos descritos nos itens “iii” ou “iv”, E SOMENTE NESTES CASOS, é necessário desativar tal integridade, selecionando a opção Integridade/ Desativar (APCFG60D).
               vi.        Quando desativada a Integridade Referencial, execute o compatibilizador, conforme instruções.
              vii.        Aplicado o compatibilizador, a Integridade Referencial deve ser reativada, SE E SOMENTE SE tiver sido desativada, através da opção Integridade/Ativar (APCFG60). Para isso, tenha em mãos as informações da(s) empresa(s) e/ou filial(is) que possuía(m) ativação da integridade, selecione-a(s) novamente e confirme a ativação.
    Contate o Help Desk Framework EM CASO DE DÚVIDAS!

     
    1.    Em Microsiga Protheus TOTVS Smart Client (se versão 10) ou ByYou Smart Client (se versão 11), digite UPDFIS no campo Programa Inicial.
          Importante:
    Para a correta atualização do dicionário de dados, certifique-se que a data do compatibilizador seja igual ou superior a (08/10/2010).
    2.    Clique em OK para continuar.
    3.    Após a confirmação é exibida uma tela para a seleção da empresa em que o dicionário de dados será modificado ou é apresentada a janela para seleção do compatibilizador. Selecione o programa U_UPDSIGAFIS.
    4.    Ao confirmar é exibida uma mensagem de advertência sobre o backup e a necessidade de sua execução em modo exclusivo.
    5.    Clique em Sim para iniciar o processamento. O primeiro passo da execução é a preparação dos arquivos.
    É apresentada uma mensagem explicativa na tela.
    6.    Em seguida, é exibida a janela Atualização concluída com o histórico (log) de todas as atualizações processadas. Nesse log de atualização, são apresentados somente os campos atualizados pelo programa. O compatibilizador cria os campos que ainda não existem no dicionário de dados.
    7.    Clique em Gravar para salvar o histórico (log) apresentado.
    8.    Clique em OK para encerrar o processamento.
     Importante:
    ·       Antes de executar o compatibilizador U_UPDSFT, é imprescindível realizar um backup dos arquivos de dados (diretório “\PROTHEUS_DATA\DATA”, se versão 8.11e 10,) e dos arquivos customizadores SXs (diretório “\PROTHEUS_DATA\SYSTEM”, se versão 8.11 e 10). Os diretórios mencionados correspondem à instalação padrão do Microsiga Protheus®.
    ·       Essa rotina deve ser executada em modo exclusivo, ou seja, nenhum usuário deve estar utilizando o Sistema.
    1.   No TOTVS Smart Client, execute a função U_UPDSFT para fazer a atualização das tabelas.
    Programa Inicial?
    Informe o Rdmake U_UPDSFT.
    Comunicação no Cliente ?
    Informe a comunicação no cliente.
    Ex: TCP
    Ambiente no Servidor?
    Informe o ambiente no servidor. Ex: EnvDB2_BRA
    2.   Clique em Ok, para continuar.
    3.   Será apresentada uma mensagem ao usuário, alertando-o sobre a atualização que será efetuada na base e no dicionário de dados.
    4.   Para confirmar a execução da atualização, clique em Sim. Após atualizar o Sistema será apresentada a janela “Atualização concluída com sucesso” com os procedimentos necessários após a criação da tabela SFT. Caso esta tabela já tenha sido criada anteriormente em algum outro processo, as instruções apresentadas podem ser ignoradas. Caso contrário será necessário implementá-las.
    5.   Para finalizar o processo, clique em Ok. Será apresentada a janela de finalização.
     Importante:
    Também é necessário executar os procedimentos do boletim técnico “UPDFIS – Atualização da Base Fiscal”.
    Procedimentos para Configuração

     

    1.   Caso seja necessário incluir a tabela SFT nos menus (como o indicado no tópico 4), acesse o módulo Configurador.
    2.   Em Ambientes/ Cadastros/ Menus selecione os módulos: Compras, Faturamento e Livros Fiscais e insira a tabela SFT em todos os processos que manipulem notas fiscais. Exemplo: NF Manual de Entrada (MATA910), NF Manual de Saída (MATA920), NF de Entrada (MATA103), entre outras.
    3.   Caso seja necessário reindexar as tabelas SIX, SX2, SX3 e SX9, exclua os arquivos “.cdx” relacionados a elas (exemplo: six010.cdx, sx2010.cdx, sx3010.cdx e sx9010.cdx) do diretório dos “SXs” (diretório “\PROTHEUS_DATA\SYSTEM”) e acesse o Protheus para que os índices sejam recriados.
    Procedimentos para Utilização

     

    Por meio da rotina de Acertos Fiscais por item (MATA900), é possível alterar valores registrados no Livro Fiscal (SF3), porém não retratando as movimentações de origem.
    Este procedimento afeta algumas obrigações acessórias, por exemplo: Sintegra, GIA, etc. Por este motivo, alerta o usuário, em mensagem na tela, sobre possíveis riscos/danos nesse processo, se não utilizados com prudência.
     
    1.    Acesse o módulo Livros Fiscais, opção Miscelâneas/ Acertos/ Acertos fiscais (MATA900).
    2.    Selecione a opção Por item.
    3.    Altere as notas fiscais desejadas e confirme.
    O Sistema apresenta a mensagem de possível alteração nos demais procedimentos do Sistema.
    4.    Certifique-se da movimentação e confirme. A partir desse momento, é possível acertar manualmente o Livro Fiscal (SF3)/ Livro Fiscal por item (SFT).
    5.    Selecione a nota fiscal desejada.
    6.    Selecionada a nota, clique em Por item.
    7.    Será apresentada nova tela, na qual é possível alterar valores escriturados no Livro Fiscal (SF3) e Livro Fiscal por Item (SFT), lembrando que somente o CFOP e a Data de Entrada são retratados até a origem, ou seja, na nota fiscal, os demais campos alterados serão gravados somente nos Livros Fiscais e estarão divergentes da notas fiscais originais.
    8.    A opção Considerar no reprocessamento? no topo da tela, determina se a nota fiscal selecionada deve ser considerada no reprocessamento. Quando a opção for “Sim”, excluirá os Livros Fiscais para as notas fiscais do período, gerando novos registros de Livro Fiscal nas tabelas SF3 e SFT, eliminando as manutenções efetuadas anteriormente.
    9.    Ainda no primeiro quadro são apresentados os campos-chave escriturados no Livro Fiscal (SF3) que devem ser replicados no Livro Fiscal por item (SFT), cujos campos são apresentados na primeira planilha. Já os valores dos campos CFOP, Código de Serviço, Observação, etc., da tabela SF3 devem ser transportados para todos os itens da tabela (SFT) correspondente, relacionado pelo campo de identificação Ident. SFT.
    10. Na segunda planilha estão aos valores escriturados por item de nota fiscal que devem ser aglutinados no Livro Fiscal (SF3), de acordo com a “quebra” desse livro, por meio do campo de identificação Ident. SF3.
    11. Realizadas as alterações, é possível visualizá-las por meio da pasta Resumo, que relaciona os campos alterados em sequência, conforme segue:
    ·         Item/Campo
    Determina qual linha foi alterada.
    É possível constatar que o campo CFOP foi alterado.
    ·         Campo
    Determina qual campo sofreu alteração, o campo de CFOP foi alterado.
    ·         Seq.
    Determina quantas vezes este campo foi alterado.
    ·         Vlr. Anterior/Vlr. Atual
    Estes campos relacionam o conteúdo anterior e posterior à alteração.
    12. Confirmadas as alterações, os valores de registro do livro fiscal serão alterados e gravados, conforme manutenção de acerto fiscal.
    13. O campo “Espécie” só poderá ser alterado por meio da opção Alterar, e a informação da Espécie será replicada para a tela Por Item e salva nas tabelas SF3 E SFT.
    Informações Técnicas

    Tabelas Utilizadas
    SA1 – Cadastro de Clientes; SA2 – Cadastro de Fornecedores; SF3 – Livro Fiscal; SFT – Livro Fiscal por item; SF1 – Cabeçalho de nota fiscal de entrada; SD1 – Itens de nota fiscal de entrada; SF2 – Cabeçalho de notas fiscais de saída; SD2 – Itens de nota fiscal de saída
    Rotinas Envolvidas
    Acertos Fiscais (MATA900)
    Sistemas Operacionais
    Windows/Linux

     
     
    Observações

     

    Informações Adicionais
    1.   Veja a seguir o processo:
    2.   Suponha a seguinte situação na tabela Livro Fiscal (SF3), para uma determinada nota fiscal:
     
    Nota
    Série
    Cliente
    Loja
    CFOP
    Identificador
    000001
    1
    000001
    01
    1101
    000001
     


    3.   Agora, suponha a seguinte situação na tabela Livro Fiscal por item (SFT), para a mesma nota fiscal, porém com produtos diferentes:
     

    Nota
    Série
    Cliente
    Loja
    CFOP
    Identificador
    Item
    Produto
    000001
    1
    000001
    01
    1101
    000001
    0001
    PRD1
    000001
    1
    000001
    01
    1101
    000001
    0002
    PRD2

     
    4.   Ocorre uma escrituração no Livro Fiscal (SF3), e duas escriturações no Livro Fiscal por Item (SFT), em que os produtos diferentes são relacionados sob o mesmo identificador.

    O valor escriturado no Livro Fiscal (SF3) corresponde à soma dos itens escriturados no Livro Fiscal por Item (SFT).

    • No labels