Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Índice


Objetivo

O objetivo deste guia é descrever o desenvolvimento, publicação e visualização de relatórios no fluig, para facilitar a compreensão será detalhado um exemplo de relatório de usuários.


Exemplos de relatórios desenvolvidos

Você pode fazer o download de exemplos de relatórios desenvolvidos para o fluig no repositório Git fluig. .

Mais detalhes na página Modelos de relatórios fluig .


Ambiente de Desenvolvimento

Para o desenvolvimento de relatórios é necessário possuir o Java™ JDK/JRE superior a 1.6. Endereço para download: http://java.sun.com/javase/downloads/index.jsp.

O fluig utiliza o BIRT - Business Intelligence and Reporting Tools - como motor de execução de relatórios, por esse motivo para o desenvolvimento de relatórios deve-se utilizar o padrão e a metodologia do BIRT. O BIRT é uma plataforma open source que facilita a modelagem de relatórios dentro do fluig.

A versão do BIRT utilizada no fluig é a 2.6.2. A partir da plataforma, é possível criar relatórios com:

  • Listagem
  • Agrupamento
  • Cálculos
  • Cartas e Documentos
  • Gráficos

Recomenda-se o uso do BIRT Report Designer para o desenvolvimento de relatórios para o fluig. O BIRT pode ser integrado ao Studio ou Eclipse (já instalados para utilização do fluig Studio, conforme Guia de instalação fluig Studio), basta instalar o plugin do BIRT. Para isso é necessário realizar acessar a opção Ajuda → Instalar Novo Software e seguir os procedimentos a seguir: 

  1. Work with: Selecionar Indigo.
  2. Busca: Após listar as opções do BIRT, digitar Birt no campo de busca.
  3. Marcar a caixa de seleção de Business Intelligence, Reporting and Charting.
  4. Em seguida, acionar Avançar.

O BIRT Report Designer conta com várias funcionalidades que auxiliam no desenvolvimento de relatórios. Entre elas destacam-se: ajuste de layout, configuração de acesso a dados e formatação do relatório.


Conexão direta com o banco de dados

É possível publicar relatórios que se comunicam diretamente com o banco de dados.

Utilize em seu relatório as configurações abaixo atentando para os valores das propriedades 'odaDriveClass' e 'odaURL'.


Para fazer conexão direta com banco de dados SQLServer é preciso utilizar o seguinte padrão:

SQLServer
<property name="odaDriverClass">com.microsoft.sqlserver.jdbc.SQLServerDriver</property> 
<property name="odaURL">jdbc:sqlserver://IP:1433;databaseName=DATABASE</property>


Para fazer conexão direta com banco de dados MySQL é preciso utilizar o seguinte padrão:

MySQL
<property name="odaDriverClass">com.mysql.jdbc.Driver</property> 
<property name="odaURL">jdbc:mysql://IP:3306/databaseName=DATABASE</property>


Para fazer conexão direta com banco de dados Oracle é preciso utilizar o seguinte padrão:

Oracle
<property name="odaDriverClass">oracle.jdbc.OracleDriver</property>
<property name="odaURL">jdbc:oracle:thin:@IP:1521:databaseName=DATABASE</property>


Desenvolvendo um relatório de Usuários

Através do BIRT Report Designer é possível criar vários relatórios para o fluig, acessar dados do banco de dados do produto via consulta JPA, JDBC. É possível acessar os dados de outros produtos por conexão JDBC, Web Service ou arquivos XML.

Para facilitar a compreensão a respeito do desenvolvimento de relatórios para o fluig, será demonstrado um exemplo de criação de relatórios. A seguir, os passos necessários para a criação do relatório de usuários, sendo este com dados providos do fluig através da consulta via dataset. O fonte do exemplo citado pode ser baixado clicando aqui.

Criando um novo projeto e um novo relatório

Abra a ferramenta na qual instalou o plugin do BIRT Report Designer para acompanhar o passo a passo, no exemplo iremos utilizar o fluig Studio.

  • No projeto fluig previamente criado, clique com o botão direito do mouse na pasta reports, e em seguida em Novo → Relatório fluig.
  • Em seguida basta informar o Nome do Relatório e clicar em Concluir.

Figura 1 - Criação de relatório no projeto fluig.


Configurando o acesso aos dados

Um Data Source é o mecanismo que guarda os dados de conexão com a fonte de dados, por exemplo, configurações JDBC, Web Service, entre outros. No caso desse relatório, será utilizado o acesso aos dados via linguagem JavaScript.

Acompanhe os passos a seguir:


    • Ao criar o novo relatório, selecione a perspectiva Report Design e em seguida a aba Data Explorer, clique com o botão direito do mouse sobre o item Data Source em seguida selecione a opção New Data Source

    Figura 2 - Novo Data Source.



    • Ao abrir a janela New Data Source, selecione a opção Scripted Data Source e define o nome dsColleague como Data Source Name em seguida clique no botão Concluir.

    Figura 3 - Tipo de Data Source.



    • Na aba Data Explorer clique com o botão direito do mouse sobre o item Data Sets em seguida clique na opção New Data Set conforme figura 4. Data Set é uma tabela temporária do BIRT no qual os dados são armazenados do Data Source e renderizados no relatório.

    Figura 4 - Novo Data Set.



    • Ao abrir a janela New Data Set defina colleagueDataSet como Data Set Name, clique no botão Next em Output Columns, clique no botão Add e adicione todas os registros do Data Set. Em seguida clique no botão Concluir.

    Figura 5 - Colunas do Data Set.


    Column Name

    Data Type

    Column Alias

    Display Name

    colleagueId

    String

    Vazio

    Vazio

    Login

    String

    Vazio

    Vazio

    colleagueName

    String

    Vazio

    Vazio

    mail

    String

    Vazio

    Vazio

    active

    String

    Vazio

    Vazio

    adminuser

    String

    Vazio

    Vazio


    Incluindo parâmetros no Relatório

    É possível incluir parâmetros no relatório a serem solicitados para o usuário antes da sua renderização, auxiliando no filtro de consulta aos dados gerando um relatório específico. Siga os passos a seguir:


      • Selecione a aba Data Explorer, em seguida clique com o botão direito do mouse no item Report Parameters, selecione a opção New Parameter. 

      Figura 6 - Parâmetros do Relatório.



      • A figura 7 ilustra a janela de inclusão de parâmetros.

      Figura 7 - Configuração de parâmetros.


      Ao abrir a janela New Parameter inclua os seguintes parâmetros:


      Matrícula

      Campo Valor
      Name Matricula
      Prompt text Matrícula do Usuário ou "*" para mostrar todos
      Data type String
      Display type Text Box
      Is Required true


      Mostra Usuários

      Campo Valor
      Name paramEnable
      Prompt text Mostrar usuários
      Data type String
      Display type List Box
      Is Required true

      Selection Values

      Value Display Text
      * Todos
      true Ativos
      false Inativos


      Ordenar Por

      Campo Valor
      Name paramSort
      Prompt text Ordenar por
      Data type String
      Display type List Box

      Selection Values

      Value Display Text
      c.colleaguePK.colleagueId Matrícula
      c.collegueName Nome
      c.login Login


      TAG's

      O fluig disponibiliza TAG’s de substituição que auxiliam no desenvolvimento e na segurança da geração das informações do relatório, são elas:

      ${WKCompany}: substitui a variável pelo código da empresa autenticada no fluig.
      ${WKUser}: substitui a variável pelo código do usuário autenticado no fluig.

      As TAG’s são úteis em casos de informações que só devem ser geradas a respeito da empresa em que o usuário está autenticado, ou em relatórios que mostrem somente informações a respeito do usuário autenticado no fluig.

      Como utilizar as TAG's

      A tag utilizada deve estar entre aspas duplas, para que o fluig substitua corretamente a tag pelo respectivo valor:

      Exemplo - Uso de TAG's
      	var c1 = factory.createConstraint("colleagueGroupPK.colleagueId", "${WKUser}", "${WKUser}", ConstraintType.MUST);
      	var c2 = factory.createConstraint("colleagueGroupPK.companyId", "${WKCompany}", "${WKCompany}", ConstraintType.MUST);


      Populando o Data Set

      No exemplo apresentado neste documento, será populado o relatório através de dados providos de consultas JPA acessando o banco do fluig, porém é possível utilizar outros recursos para popular o Data Set: XML, Web Service e JDBC.

      O BIRT renderiza o relatório através da execução de seus eventos, são muitos os eventos disponibilizados pelo BIRT, nesse exemplo serão utilizados:

      • initialize: primeiro evento disparado pelo BIRT, é recomendado utilizar esse evento para importação de bibliotecas e inicialização de variáveis;
      • beforeOpen: evento disparado antes do BIRT abrir a conexão com a fonte de dados (Data Source);
      • fetch: evento disparado pelo BIRT depois da busca de cada registro no Data Set e antes de aplicar os filtros e campos calculados.

      Através dos eventos é possível desenvolver a lógica de consulta e geração de dados através da linguagem de programação JavaScript , além disso é possível fazer uso de vários recursos e bibliotecas da linguagem Java™.



        • Selecione a aba Script na pagina do relatório e em seguida selecione o evento initialize, inclua o seguinte código conforme figura 8:
        importPackage(Packages.com.datasul.technology.webdesk.dataset.service);
        importPackage(Packages.com.datasul.technology.webdesk.dataset);
        importPackage(Packages.com.datasul.technology.webdesk.search.controller);
        importPackage(Packages.java.util);
        var count = 0;
        var dataset = null;
        
        

        Figura 8 - Evento initialize.


        O código a cima importa as bibliotecas Java™ e a biblioteca disponibilizada pelo fluig para consulta aos dados do produto, além de realizar a inicialização das variáveis utilizadas pelo relatório.

        Detalhes sobre o código:

          • importPackage: comando responsável pela importação de bibliotecas Java™.
          • Package.java.util: biblioteca responsável pelas Classes utils do Java™.
          • Packages.com.datasul.technology.webdesk.dataset.service: biblioteca disponibilizada pelo fluig para consulta ao banco de dados do produto.



        • Selecione a aba Data Explorer, expanda o item Data Sets e clique no colleagueDataSet em seguida clique na aba Script então selecione o evento beforeOpen e inclua o seguinte código conforme a figura 9.
        try{
        	var factory = DatasetFactory.getInstance(${WKCompany});
        	var constraints = new Array();	
        	var sortingFields = new Array();
        	var i = 0;		
        	 
        	//Filtra somente pela matricula do colaborador informado
        	if(params["Matricula"].value != null && params["Matricula"].value != "*") {		
        		constraints[i] = factory.createConstraint("colleaguePK.colleagueId", params["Matricula"].value, params["Matricula"].value, ConstraintType.MUST);
        		i++;
        	}
        	
        	//Filtra ativos caso selecionado
        	if(params["paramEnable"].value != null && params["paramEnable"].value != "*"){
        		constraints[i] = factory.createConstraint("active", params["paramEnable"].value, params["paramEnable"].value, ConstraintType.MUST);
        		i++;
        	}
        	
        	//Ordena conforme seleção
        	if(params["paramSort"].value != null && params["paramSort"].value != "*"){
        		sortingFields[0] = params["paramSort"].value;
        	}	
        	
        	//Dataset
        	dataset = factory.getDataset("colleague", null, constraints, sortingFields);
        	
        }catch (e) {
        }finally {
        }
        

        Figura 9 - Evento BeforeOpen.


        O código acima monta a consulta do relatório através da consulta via dataset e inclui os filtros da solicitação de acordo com os parâmetros definidos pelo usuário.

        Detalhes sobre o código:

        • ${WKCompany}: TAG disponibilizada pelo fluig, retorna o código da empresa que o usuário está autenticado;
        • params["Matricula"]: parâmetro de relatório, retorna o código da matricula definido pelo usuário;
        • params["paramEnable "]: parâmetro de relatório, retorna o tipo de usuário;
        • params["paramSort "]: parâmetro de relatório, retorna o modo de ordenação;

        • Para incluir o resultado da consulta no Data Set e  formatar os dados do relatório, selecione o evento fetch na área de Script e inclua o seguinte código conforme figura 10.
        if (dataset != null) {
        	if (count <	dataset.rowsCount){
        		//monta o objeto da linha
        		row["colleagueId"] = dataset.getValue(count, "colleaguePK.colleagueId");
        		row["login"] = dataset.getValue(count, "login");
        		row["colleagueName"] = dataset.getValue(count, "colleagueName");
        		row["mail"] = dataset.getValue(count, "mail");
        		
        		if(dataset.getValue(count, "active") == true){
        			row["active"] = "Sim";
        		}else{
        			row["active"] = "Não";
        		}
        		
        		//Atualiza o contador  
        		count++;
        		return true;
        	}
        }
        return false;

        Figura 10 - Evento fetch.



        Obtendo dados via conexão JDBC

        Uma forma alternativa de obtenção de dados para criação de relatórios é a utilização de JDBC. É necessário criar um Data Source que se conecte com o banco de dados, nele serão armazenados os dados para conexão, via JDBC, ao banco de dados.


          • Selecione a aba Data Explorer, clique com o botão direito do mouse sobre o item Data Source em seguida selecione a opção New Data Source conforme a figura 11.

            Figura 11 – Novo Data Source



          • Ao abrir a janela New Data Source, selecione a opção JDBC DataSource e define o nome JDBC-DataSource como Data Source Name em seguida clique no botão Next, conforme a figura 12.

            Figura 12 – Tipo Data Source



          • Na próxima janela a conexão com o banco de dados deve ser configurada. 

            No campo Driver Class selecione o driver de conexão com o banco de dados, neste caso, a conexão será feita com o banco MySQL®. Se o driver necessário não estiver listado, basta adiciona-lo clicando em Managed Drivers...

            Informe também os valores para Database URL, User Name Password de acordo com o banco de dados escolhido, conforme a figura 13.

            Figura 13 – Configurando conexão com banco de dados.



          • Na aba Data Explorer clique com o botão direito do mouse sobre o item Data Sets em seguida clique na opção New Data Set.

            Figura 14 – Criando Novo Data Set.



          • Selecione o DataSource criado (JDBC-DataSource), no campo Data Set Type selecione SQL Select Query, informe um nome para o Data Set e clique em Next, conforme a figura 15.

          Figura 15 – Configurando Data Set.



          •  Na próxima tela informe a SQL que busca os dados no banco de dados, neste exemplo, serão buscados os volumes da empresa autenticada no fluig.

          Figura 16 – Criação da Query SQL


          • A Query abaixo busca no banco de dados todos os volumes da empresa do usuário autenticado no fluig, este código é obtido através da TAG ${WKCompany}.

          SELECT vol_fisic.CD_VOL_FISIC,
                   vol_fisic.COD_EMPRESA,
                   vol_fisic.NOM_DIR_FISIC,
                   vol_fisic.ID_TIP_VOL_FISIC
          FROM vol_fisic
          WHERE vol_fisic.COD_EMPRESA = ${WKCompany}

          Nota

          Poderá ocorrer um erro quando concluir a criação do Data Set pois a TAG  ${WKCompany} não existe no contexto do BIRT. A figura a seguir apresenta o erro devido à utilização da TAG, este é um erro de sintaxe no SQL e indica que ${WKCompany} não é um comando SQL. Porém quando o relatório for executado no fluig, ela retornará o código da empresa normalmente, com isso a TAG será substituída pelo código da empresa do usuário autenticado no fluig, corrigindo o erro de sintaxe.

          Figura 17 – Erro do Birt pelo uso da TAG ${WKCompany}


          • Após concluir a criação do Data Set, na seção Data Explorer da IDE, clique com o botão secundário do mouse sobre o Data Set criado e escolha a opção Editar.
          • Selecione a opção Query, escreva a query desejada e coloque o coringa ? no valor dos campos que estão na cláusula WHERE.

          Importante

          A sintaxe da query deve ser a mesma do SGBD utilizado pelo Fluig.

            • Ainda na tela de edição do DataSet, escolha o menu Parâmetros.
            • Nesta tela, adicionar os parâmetros através do botão Novo, ou editar os parâmetros existentes através do botão Editar.
            • Informar:
              • nome
              • tipo
              • direção
              • valor inicial
              • parâmetro do relatório

          • Após o término da edição, o relatório deve ser exportado para o Fluig.
          • Ao abrir o relatório no Fluig, será apresentada uma tela de filtro, na qual devem ser informados os parâmetros que foram configurados no Fluig Studio.

          Atenção

          A criação de relatório no BIRT utilizando conexão JDBC exige atenção com relação à segurança da publicação do relatório no fluig, uma vez que o arquivo .rptdesign (XML do relatório Birt) deixa exposto os parâmetros de conexão com o banco de dados, porém o campo senha fica ofuscado com base64. Por este motivo e pela facilidade de busca das informações do fluig, sempre recomendamos a criação de relatórios com fontes de dados via Dataset do fluig ou query JPA.

          Se a criação de relatórios utilizando JDBC for necessária, recomendamos que ao publicar um relatório no fluig as configurações de permissão sejam definidas apenas para leitura. Usuários que possuem permissão de manutenção podem fazer o download dos anexos e com isso terão acesso aos dados de conexão com o banco de dados.


          Formatando a visualização do Relatório

          É necessária a inclusão dos componentes de renderização do relatório. Clique na aba Layout para visualizar a página do relatório que está em branco e em seguida selecione a aba Palette conforme a figura 18.

          Figura 18 – Relatório em branco.

          Na aba Pallets é possível incluir vários componentes de visualização e renderização de dados entre eles destacam-se:

          • Label: Texto curto e estático.
          • Text: Texto longo é possível formatá-lo com TAG’s HTML.
          • Dynamic Text: Texto dinâmico provido do Data Set.
          • Image: Inclusão de imagens.
          • Grid: Formatador de dados em Grid.
          • Table: Tabela de dados.
          • Chart: Gráficos de pizza, linha, tubo, etc.


            • É possível incluir imagens da internet, incluir imagens de arquivo ou ainda embutir a imagem no XML do relatório. Neste exemplo será usada uma imagem em anexo para posteriormente mostrar como publicar relatórios com anexo.

              Arraste um componente Image no relatório, ao abrir a janela Edit Image Item, selecione a opção Image file in shared resources, selecione o arquivo da imagem na opção Enter resource file e em seguida clique no botão Insert.

              Figura 19 – Componente Image.



            • Arraste um componente Text no relatório, ao abrir a janela Edit Text Item selecione a opção HTML e na área de texto inclua a seguinte informação formatada em HTML:

            <br>
            <a href="http://www.fluig.com/">http://www.fluig.com/</a>
            <br><b>E-mail:</b> <a href="mailto:contato@fluig.com">contato@fluig.com</a>
            <br><b>Telefone:</b> 0800 882 9191
            <br>
            • Em seguida clique no botão OK conforme figura 20.

            Figura 20 - Componente Text.



            • Arraste um componente Label no relatório, clique duas vezes sobre o componente incluído  e digite Relatório de Usuários, na aba Property Editor - Label -> General defina a formatação da label, conforme figura 21.

             

            Figura 21 - Título do relatório.



            • Arraste um componente Table, ao abrir a janela Insert Table defina 6 colunas e 1 detalhe e clique no botão OK conforme figura 22.

            Figura 22 - Configuração da Tabela.



            Na tabela adicionada ao relatório inclua um componente Label para cada coluna da linha Header Row defina os seguintes valores:

            • Matrícula.
            • Nome.
            • Login.
            • E-mail.
            • Ativo.
            • Administrador.

            Formate as labels incluídas definindo cor da fonte e cor de fundo conforme figura 23.

            Figura 23 - Título das Colunas.



            Renderizando dados do Data Set

            Selecione a aba Data Explorer e expanda o colleagueDataSet criado anteriormente e em seguida arraste cada item do Data Set para a coluna Detail Row da tabela criada anteriormente conforme figura 24. 

            Figura 24 - Data Set.


            Publicando Relatórios

            Publicação através da Navegação de Documentos

            Após a conclusão do desenvolvimento do relatório, é necessário realizar a publicação na navegação de documentos fluig.

              • Logue no fluig e acesse a página Documentos (Menu Documentos);
              • Clique sobre a pasta que deseja publicar o relatório para abri-la.


              • Nos botões superiores da página, clique em Mais;

              • Novo relatório, conforme mostrado abaixo:


              • Na aba Arquivos de publicação, digite um nome para o relatório em Descrição. Caso este campo permanecer em branco, será publicado o nome do arquivo publicado juntamente com sua extensão. Exemplo: relatorio_usuarios.rptdesing

              • Para realizar o upload do relatório, clique sobre o botão Escolher arquivos.

              • Selecione o relatório;
              • Abrir.

              • Para alterar as configurações padrões de publicação, basta navegar pelas abas Informações Gerais, Documento Relacionado, Aprovação e Segurança.
              • Clique em Confirmar.
              • Pronto! Agora é só clicar no relatório para visualizar o resultado.


              Publicação através do Studio

              Após a conclusão do desenvolvimento do relatório, é necessário realizar a exportação do mesmo para a navegação de documentos fluig.


                Para isso clique sobre o pasta do relatório com o botão direito do mouse e acione Exportar.

                Figura 25 – Exportação de Relatório.


                Nota

                Os anexos são exportados junto ao relatório. Na exportação, o arquivo .rptdesign é automaticamente identificado como arquivo principal, e os demais arquivos são classificados como anexo.


                • Na tela de Exportação, clique sobre Exportar para o servidor fluig e em seguida acione Avançar.


                  Figura 26 – Exportação de relatório.



                • Na tela Exportar Relatório, é necessário informar o nome do Servidor, identificar se está será a publicação de um Novo Relatório, definir o nome do relatório, a Pasta Destino (conforme imagem foi informado o código da pasta destino) e em seguida mencionar o tipo de Versionamento (como estamos fazendo uma nova publicação, selecionamos Manter Atual).

                  Figura 27 – Exportação de relatório.



                • Na pasta Relatório da Navegação de Documentos será possível observar que o relatório foi publicado com sucesso.

                Figura 28 – Publicação de relatório.



                Visualizador de Relatórios

                Após concluir a publicação, para visualizá-lo, clique sobre o relatório na pasta onde foi feita a publicação no fluig.

                Uma nova janela deverá abrir, para iniciar a execução do relatório de colaboradores desenvolvido anteriormente é necessária a inclusão de parâmetros, defina os seus valores e em seguida clique no botão OK.

                Figura 29 – Parâmetros do relatório.


                O relatório deverá mostrar todos os usuários cadastrados no fluig para a empresa em que o usuário está autenticado.

                Figura 30 – Relatório de Usuários– Resultado.


                Opções do visualizador

                A ferramenta de visualização de relatório do fluig possui várias funcionalidades:

                • Verificar Indice: Caso o relatório desenvolvido possua índice é possível listá-lo.
                • Executar relatório: Permite que o relatório seja executado novamente.
                • Exportar dados: Exporta os dados gerados do relatório em arquivo, permitindo selecionar as colunas desejadas e o separador de dados.
                • Exportar relatório: Converte os dados do relatório em diferentes formatos de arquivos: Microsoft® Excel®, PostScript®, PDF, Microsoft® Word e Microsoft® Power Point®, permite também a seleção de páginas que serão exportadas.
                • Imprimir relatório: Imprime relatório selecionando as impressoras instaladas no computador do usuário autenticado e permite imprimir em formato PDF ou HTML.
                • Imprimir relatório no servidor: Imprime relatório a partir das impressoras instaladas no servidor do fluig.
                • Navegação de páginas: permite a navegação entre as páginas do relatório.

                Figura 31 – Funcionalidades do visualizador de relatórios.


                JPA - Funções de Agregação

                Funções de Agregação

                O fluig suporta através de consultas JPA e seu banco de dados, o uso de funções de agregação, tais como: AVG, SUM, COUNT, MAX e MIN. Permite também utilizar agrupamentos: GROUP BY e HAVING


                Tabela de entidades

                A tabela abaixo referencia a relação entre o código de dataset, a entidade de persistência JPA utilizada nas consultas, e a respectiva tabela no banco de dados. As colunas das entidades de persistência são as mesmas apresentadas no dataset.

                Código dataset

                Entidade JPA

                Tabela banco de dados

                AccessLog

                AccessLog

                HISTOR_ACES

                ActivityDim

                ActivityDim

                ACTIVITY_DIM_CAP

                advancedProcessProperties

                AdvancedProcessProperties

                PROPRIED_AVANCAD_PROCES

                businessPeriod

                BusinessPeriod

                PERIOD_EXPED

                destinationArea

                DestinationArea

                AREA_DEST

                document

                Document

                DOCUMENTO

                documentSecurityConfig

                DocumentSecurityConfig

                CONFIGUR_SEGUR_DOCTO

                FactActivityCost

                FactActivityCost

                FACT_ACTIVITY_COST_CAP

                FactFlowVolume

                FactFlowVolume

                FACT_FLOW_VOLUME_CAP

                FactProcesCost

                FactProcesCost

                FACT_PROCES_COST_CAP

                FactProcesVolume

                FactProcesVolume

                FACT_PROCES_VOLUME_CAP

                FlowDim

                FlowDim

                FLOW_DIM_CAP

                globalCalendar

                GlobalCalendar

                CALEND_GLOBAL

                knowledge

                Knowledge

                CONHECIMENTO

                processAttachment

                ProcessAttachment

                ANEXO_PROCES

                processDefinition

                ProcessDefinition

                DEF_PROCES

                processDefinitionVersion

                ProcessDefinitionVersion

                VERS_DEF_PROCES

                processHistory

                ProcessHistory

                HISTOR_PROCES

                processState

                ProcessState

                ESTADO_PROCES

                processTask

                ProcessTask

                TAR_PROCES

                ProcesVersionDim

                ProcesVersionDim

                PROCES_VERSION_DIM_CAP

                TimeDim

                TimeDim

                TIME_DIM_CAP

                topic

                Topic

                ASSUNTO

                UserDim

                UserDim

                USER_DIM_CAP

                workflowProcess

                WorkflowProcess

                PROCES_WORKFLOW


                Exemplo de Utilização

                importPackage(Packages.com.datasul.technology.webdesk.dataset.service);
                importPackage(Packages.java.util);
                
                
                var qd = null;
                var rs = null;
                var rowMap = null;
                var sqlJpa = "";
                qd = new QueryDelegate();
                
                sqlJpa = "SELECT count(d.documentPK.documentId), d.publisherId from Document d WHERE
                d.documentPK.companyId = ${WKCompany} GROUP BY d.publisherId";
                
                rs = qd.getResultQuery(sqlJpa);
                
                var rowMap = rs.get(0);
                
                //Busca o valor do Count
                rowMap.get("d.publisherId");
                
                //Busca o Código do documento
                rowMap.get("count(d.documentPK.documentId)");


                Acessando dados de Formulários

                Importando bibliotecas

                A partir da classe DatasetFactory é possível acessar dados de formulários publicados no fluig.

                Para popular um relatório através de dados de formulários é necessário a importação das seguintes bibliotecas:

                importPackage(Packages.com.datasul.technology.webdesk.dataset.service);
                
                importPackage(Packages.com.datasul.technology.webdesk.dataset);
                
                importPackage(Packages.com.datasul.technology.webdesk.search.controller);


                Retornando dados do formulário

                Através da classe DatasetFactory é possível buscar dados de formulários, incluir filtros e ordenação. Exemplo de utilização:

                //Monta as constraints para consulta
                var factory = DatasetFactory.getInstance(${WKCompany});
                
                //Filtra Clientes de 1 a 5
                var c1 = factory.createConstraint("cod_cli", "1", "5",ConstraintType.MUST);
                var constraints = new Array(c1);
                
                //Ordena o resultado pelo nome do Cliente
                var sortingFields = new Array("name_cli");
                dataset = factory.getDataset("cad_cli", null, constraints, sortingFields);


                O exemplo acima invoca o método getDataset passando alguns argumentos extras como parâmetros:

                • Nome do Dataset: Nome do serviço de dados do formulário;
                • Campos: Retorna apenas os campos recebidos no array informado. Caso null, retorna todos os campos.
                • Constraints: Vetor com as condições de busca do Dataset. Em cada condição de busca (constraint) deve-se informar o nome do campo do formulário que será filtrado, a faixa de valores inicial e final, e o tipo de Constraint. Os tipos podem ser:
                  • MUST: Indica que todos os registros do Dataset devem satisfazer a esta condição.
                  • SHOULD: Indica que os registros do Dataset podem ou não atender à condição. Este tipo é mais comum quando se necessita que um mesmo campo tenha valores A ou B (onde cada um será uma constraint SHOULD).
                  • MUST_NOT: indica que nenhum dos registros pode satisfazer a condição.
                  • Ordenação: Vetor com a lista de campos que será utilizada para ordenação dos registros no Dataset.

                Dica

                O fonte do exemplo citado acima pode ser baixado a partir do seguinte link: Customer CardIndex.zip


                Busca de dados de formulário com filtro por data

                Para realizar consultas via Dataset com filtros do tipo Data, é necessário antes salvar o campo do formulário no formato aaaa/mm/dd (ano/mês/dia)  para que seja possível realizar a busca via Dataset.

                Exemplo de consulta:

                //Monta as constraints para consulta
                var factory = DatasetFactory.getInstance(${WKCompany});
                
                //Filtra Clientes de 1 a 5
                var c1 = factory.createConstraint("campo_data", "2010/01/25", "2010/05/02", ConstraintType.MUST);
                var constraints = new Array(c1);
                
                //Ordena o resultado pelo nome do Cliente
                var sortingFields = new Array("name_cli");
                dataset = factory.getDataset("cad_cli", null, constraints, sortingFields);


                Acessando documentação do BIRT Report Designer

                Dica

                Acesse aqui a documentação oficial do BIRT - Business Intelligence and Reporting Tools e saiba mais sobre desenvolvimento e modelagem de relatórios .