Page tree
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Quais são as funções e variáveis utilizadas na configuração de Lote no CNAB Mod. 2?

Versão: Microsiga Protheus 11

A solução está no arquivo de retorno, que pode conter diversos lotes, porém desde que devidamente identificados.

Numeração do Lote:

  • Variável NLOTCNAB2 para numeração dos lotes. 
    Exemplo de utilização: STRZERO(NLOTCNAB2,4).
  • Quantidade de registros no arquivo: Função facilitadora para cálculo do número de linhas gravadas no arquivo envio. A função FNLINCNAB2() retorna este número de linhas somados todos os header, traillers e detalhes.
  • Total de linhas do lote: Função F420LinLot() que retornará o número de linhas do lote (já somado Header e Trailler de Lote).
    Exemplo de utilização: STRZERO(F420LINLOT(),6)
  • Seqüencial de linhas do lote: Função F420SEQLote() que retornará o número de sequencia do detalhe do lote.
    Exemplo de utilização: STRZERO(F420SEQLOT(),5)
  • Soma o total do Trailler do Lote:
    No primeiro lote pode-se utilizar o SOMAVALOR(), porém a partir do segundo, será cumulativo. Deste modo deve utilizar-se a variável nSomaVlLote.

          Exemplo: STRZERO(NSOMAVLLOTE*100,15).

Segue EXEMPLO de estrutura no Modelo II para implementar as funções\campos acima:

0H HEADER DE ARQUIVO

1H HEADER DE LOTE

1D1 DETALHE 1 TITULO A

1D2 DETALHE 1 TITULO B

1T TRAILER DE LOTE

2H HEADER DE LOTE

2D1 DETALHE 1 TITULO C

2T TRAILER DE LOTE

(...)

0T TRAILER DE ARQUIVO