Home

Linha Microsiga Protheus

Skip to end of metadata
Go to start of metadata

Produto

Microsiga

Versões

Protheus 10, Microsiga Protheus 11

Avaliação

1

Sintoma

Serviço de Audit Trail do DBAccess

Environment

Unspecified

Causa

Serviço de Audit Trail do DBAccess

Solução

Auditar todas as atividades realizadas pelos usuários do Protheus

Observações

Melhores práticas de instalação e configuração do serviço de Audit Trail

 

O serviço de Audit Trail do DBAccess tem o objetivo de auditar todas as atividades realizadas pelos usuários do Protheus, no banco de dados. Esse programa pode ser configurado através de níveis de auditoria, em que são registradas todas as operações de inserção, alteração e exclusão de dados da base.

Esse documento tem como propósito orientar as melhores práticas de instalação e configuração do serviço de Audit Trail a fim de obter melhor performance do ambiente como um todo.

É importante destacar que a leitura completa desse documento é de extrema importância para o entendimento do serviço e sucesso em sua instalação e configuração.

Importante:

Para usuários do Audit Trail que utilizam TOPConnect 4 com versões anteriores ao build 20050610 e que utilizam a funcionalidade de consulta do Protheus, é necessário que seja excluída a tabela AUDIT_TRAIL do banco de AUDITORIA para que ela seja criada com as colunas e índices necessários à consulta.

 

INFRA-ESTRUTURA

Para obter melhor performance, é extremamente recomendável que o serviço do Audi Trail seja instalado em uma máquina diferente do ambiente de produção, para que esse serviço não concorra com o consumo de recursos dessa máquina.

 

INSTALAÇÃO

O arquivo de instalação do Audit Trail encontra-se disponível em  https://suporte.totvs.com/download  ->Categoria: TOTVS Audit Trail. Deve-se fazer o download da versão do Audit Trail correspondente ao sistema operacional da máquina em que será instalado. Após instalar o Audit Trail, através da execução do arquivo .exe, é necessário verificar se o seu serviço está iniciado.

 Também é necessário que ambos os servidores, de produção e de auditoria, tenham o serviço do DBAccess instalados. O arquivo de instalação do DBAccess encontra-se disponível em  https://suporte.totvs.com/download  ->Categoria:  TOTVS DbAccess. É necessário fazer o download da versão do DBAccess correspondente ao sistema operacional da máquina em que será instalado.

 

CONFIGURAÇÃO

Para configurar o serviço do Audit Trail, é necessário que os servidores de auditoria e de produção estejam configurados, conforme a orientação a seguir.

 

SERVIDOR DE AUDITORIA

Após os serviços Audit Trail 4 e DBAccess estarem instalados e iniciados, é necessário configurar o Audit Trail com as informações do serviço do DBAccess que será responsável pela gravação dos dados de auditoria.

O Audit Monitor é a ferramenta utilizada para configurar e gerenciar o serviço.

 

Endereço IP do servidor

DBAccess reponsável

pela gravação, no caso

o servidor

AUDITORIA

Porta do Servidor

DBAccess de

Gravação

MICROSOFT SQL

Ambiente configurado no

servidor DBAccess de

gravação (AUDITORIA)

AUDITDATA

 

Para um melhor acompanhamento dos processos de auditoria, é possível, através da pasta Estatísticas, visualizar o número de conexões que estão sendo monitoradas pelo serviço de Audit Trail, o número de operações armazenadas para gravação, o número de operações que estão sendo executadas por segundo e o total de operações já auditadas desde a inicialização do serviço.

A pasta Mensagens também apresenta informações importantes para o gerenciamento desse serviço.

  • Número de conexões que estão sendo auditadas
  • Número de operações que aguardam na fila
  • Número de operações, realizadas por segundo
  • Total de operações já Auditadas

 

SERVIDOR DE PRODUÇÃO

No servidor de produção é necessário configurar o DBAccess para utilizar o serviço de auditoria. Essa configuração é feita através do DBAccess Monitor do servidor de produção.

 

AudiTrail

  • Nome ou IP do Servidor em que se encontra o serviço do Audit Trail (AUDITORIA)
  • Porta utilizada pelo Audit Trail no servidor (AUDITORIA) em que está instalado este serviço.
  • Nível de Auditoria que será utilizado. Opções: 1, 2 ou 3
  • Auditar todas as tabelas gerenciadas pelo DBAccess
  • Através desta opção é possível selecionar qual(is) tabela(s) gerenciadas pelo DBAccess que serão auditadas

 

Níveis de Auditoria

O serviço de Audit Trail utiliza três níveis de auditoria que devem ser escolhidos de acordo com a necessidade de informações a serem geradas. O nível de auditoria é configurado no servidor de produção.

Segue a lista dos itens auditorados em cada um dos níveis.

 

Nível 1

  • Inserção de registros
  • Alteração de registros
  • Delete e recall

 

Nível 2

  • Inserção de registros
  • Alteração de registros, salvando o conteúdo anterior de cada coluna alterada
  • Delete e recall
  • Execução de statements SQL, executados pela aplicação através do comando TCSQLExec()

 

Nível 3

  • Inserção de registros
  • Alteração de registros, salvando o conteúdo anterior de cada coluna alterada
  • Delete e recall
  • Execução de statements SQL executados pela aplicação através do comando TCSQLExec()
  • Auditar transações (begin transaction, commit e rollback)

 

Tabelas e Colunas

Através dessa opção, é possivel selecionar as tabelas gerenciadas pelo DBAccess que serão auditadas.

Se a opção selecionada for a escolha de uma ou mais tabelas, então será necessário informar o nome do ambiente do DBAccess que contém essa(s) tabela(s) e escolher qual(is) tabela(s) serão auditada(s).

 

Configurar tabelas, DataBase:

  • DBMS: Oracle
  • Ambiente: DATAPROD (Nome do Environment do servidor DBAccess de Produção)
  • Todas as tabelas do Environment
  • Selecionar as tabelas que serão auditadas