Árvore de páginas
Ir para o final dos metadados
Ir para o início dos metadados

Linha de Produto:

Microsiga Protheus ®

Segmento:

Serviços

Módulo:

Contabilidade Gerencial - (SIGACTB)

Rotinas:

Rotina

Nome Técnico

CTBA080.PRWLançamento Padrão

Rotina(s) envolvida(s)

Nome Técnico

CTB.PRW
CTBXATUProcessamento Contábil
MATXFUNAProcessamento Genérico
MATA461Documento de Saída
CTBANFSContabilização OffLine de Notas Fiscais

FATXFUN

Biblioteca de funções das rotinas de vendas.
Situação/Requisito:Na geração da Escrituração Fiscal Digital - Contribuiçõesregistros M400 e M800, se faz necessário informar a conta contábil de receita utilizada nos itens da Nota Fiscal de Saída.
Solução/Implementação:Realizada melhoria no cadastro de Lançamento Padrão (CTBA080), com a criação do campo CT5_CTAREC na tabela de lançamento padrão (CT5), onde é possível indicar a conta contábil de receita do lançamento contábil de registro dos itens da Nota Fiscal de Saída (lançamento padrão 610), essa informação será salva na tabela itens de venda da NF (SD2).

Requisito/Story/Issue (informe o requisito relacionado):

DSERCTR1-8746

DSERCTR1-7563

País(es):

Brasil

Banco(s) de Dados:

Todos homologados pelo Protheus

Tabelas Utilizadas:

CT5- Lançamento Padrão

SD2- Cabeçalho das NF de Saída

Sistema(s) Operacional(is):

Todos homologados pelo Protheus

Documentos de referência:

http://tdn.totvs.com/x/CLDtEw

Documentos relacionados:

http://tdn.totvs.com/pages/viewpage.action?pageId=341219769



Descrição

No cadastro de Lançamento Padrão (CTBA080), com a criação do campo CT5_CTAREC na Tabela de Lançamento Padrão (CT5), onde é possível indicar a conta contábil de receita do lançamento contábil de registro dos itens da Nota Fiscal de Saída (lançamento padrão 610), essa informação será salva na Tabela Itens de Venda da NF(SD2).


Procedimento para Implantação

Importante (Apenas para clientes com Garantia Estendida )

Antes de executar o compatibilizador informe o U_UPDCTB é imprescindível:

  • Realizar o backup da base de dados do produto que será executado o compatibilizador (diretório PROTHEUS_DATA\DATA, se versão 10, ou \PROTHEUS11_DATA\DATA, se versão 11) e dos dicionários de dados SXs (diretório PROTHEUS_DATA_SYSTEM, se versão 10, ou \PROTHEUS11_DATA\SYSTEM, se versão  11).
  • Os diretórios acima mencionados correspondem à instalação padrão do Protheus, portanto, devem ser alterados conforme o produto instalado na empresa.
  • Essa rotina deve ser executada em modo exclusivo, ou seja, nenhum usuário deve estar utilizando o sistema.
  • Se os dicionários de dados possuírem índices personalizados (criados pelo usuário), antes de executar o compatibilizador, certifique-se de que estão identificados pelo nickname. Caso o compatibilizador necessite criar índices, irá adicioná-los a partir da ordem original instalada pelo Protheus, o que poderá sobrescrever índices personalizados, caso não estejam identificados pelo nickname.
  • O compatibilizador deve ser executado com a Integridade Referencial desativada*.



Atenção

O procedimento a seguir deve ser realizado por um profissional   qualificado como Administrador de Banco de Dados (DBA) ou equivalente!

A ativação indevida da Integridade Referencial pode alterar   drasticamente o relacionamento entre tabelas no banco de dados. Portanto,   antes de utilizá-la, observe atentamente os procedimentos a seguir:

  1. No   Configurador (SIGACFG), veja se a empresa utiliza Integridade   Referencial, selecionando a opção Integridade/Verificação   (APCFG60A).
  2. Se não   há Integridade Referencial ativa,   são relacionadas em uma nova janela todas as empresas e filiais cadastradas   para o sistema e nenhuma delas estará selecionada. Neste caso, E SOMENTE NESTE, não é necessário   qualquer outro procedimento de ativação   ou desativação de integridade, basta finalizar a verificação e aplicar   normalmente o compatibilizador, conforme instruções.
  3.  Se há Integridade Referencial ativa   em todas as empresas e filiais, é   exibida uma mensagem na janela Verificação   de relacionamento entre tabelas. Confirme a mensagem para que a   verificação seja concluída, ou;
  4.  Se   há Integridade Referencial ativa   em uma ou mais empresas, que não   na sua totalidade, são relacionadas em uma nova janela todas as empresas e   filiais cadastradas para o sistema e, somente, a(s) que possui(em)   integridade está(arão) selecionada(s). Anote qual(is) empresa(s) e/ou   filial(is) possui(em) a integridade ativada e reserve esta anotação para   posterior consulta na reativação (ou ainda, contate nosso Help Desk Framework   para informações quanto a um arquivo que contém essa informação).
  5. Nestes   casos descritos nos itens “iii” ou   “iv”, E SOMENTE NESTES CASOS, é necessário desativar tal integridade, selecionando a opção Integridade/ Desativar (APCFG60D).
  6.  Quando desativada a Integridade Referencial,   execute o compatibilizador, conforme instruções.
  7. Aplicado o compatibilizador, a Integridade   Referencial deve ser reativada, SE E   SOMENTE SE tiver sido desativada, através da opção Integridade/Ativar (APCFG60). Para isso, tenha em mãos as   informações da(s) empresa(s) e/ou filial(is) que possuía(m) ativação da   integridade, selecione-a(s) novamente e confirme a ativação.


Contate o Help Desk Framework EM CASO DE DÚVIDAS!


  1. Em Microsiga Protheus TOTVS Smart Client (se versão 11), digite o nome do compatibilizador no campo Programa Inicial. Descreva se o compatibilizador deve ter uma data específica ou superior para que a atualização nos dicionários seja efetuada corretamente. Importante: Para a correta atualização do dicionário de dados, certifique-se que a data do compatibilizador seja igual ou superior a 12/04/2018.
  2. Clique em OK para continuar.
  3. Após a confirmação é apresentada a janela para seleção do compatibilizador. Selecione o programa U_UPDCTB
  4. Ao confirmar é exibida uma mensagem de advertência sobre o backup e a necessidade de sua execução em modo exclusivo.
    1. Clique em Processar para iniciar o processamento. O primeiro passo da execução é a preparação dos arquivos. 
      É apresentada uma mensagem explicativa na tela.
    2. Em seguida, é exibida a janela Atualização concluída com o histórico (log) de todas as atualizações processadas. Nesse log de atualização são apresentados somente os campos atualizados pelo programa. O compatibilizador cria os campos que ainda não existem no dicionário de dados.
    3. Clique em Gravar para salvar o histórico (log) apresentado.
    4. Clique em OK para encerrar o processamento.

Atualizações no Dicionário de Dados


  1. Criação  de Campos no arquivo SX3 – Campos:


  • Tabela CT5 - Lançamentos Contábeis


Campo

CT5_CTAREC

Tipo

Caracter

Tamanho

1

Decimal

0

Formato


Título

Cta Receita

Descrição

Conta de Receita

Nível

1

Opções1=Não;2=Débito;3=Crédito
Inicializador padrão"1"
ValidaçãoPertence("1|2|3")

Usado

Sim

Obrigatório

Não

Browse

Não

Help

Indica se o lançamento contábil gerado possuirá a conta de receita principal e se estará no campo de débito ou crédito, esta informação será utilizada na geração do EFD-Contribuições





Procedimento para Utilização

      1.            No módulo Contabilidade Gerencial (SIGACTB), acesse Atualizações / Entidades / Lançamento Padrão.

                     Insira ou altere o Lançamento Padrão 610 (Inclusão de NF - Itens) informando na Aba Entidades corretamente as contas Débito e Crédito , além do valor a ser contabilizado, na aba Valores.

                     Na aba Outros, configure o campo Cta. Receita (CT5_CTAREC), com as seguintes opções:


      • Crédito: Obterá a conta do campo CT5_CREDIT para gravação no D2_CTAREC;
      • Débito: Obterá a conta contábil do campo CT5_DEBITO para gravação no D2_CTAREC;
      • Não: Não considerará o lançamento gerado. Esta opção indica que o lançamento contábil não envolve a conta de Receita.

    Confirmar a tela.


       2.            No módulo SIGAFAT,  caso nos parâmetros de geração do Documento de Saída, a contabilização for off-line, é necessário executar a  rotina Miscelânea / Fechamento / Contabilização OffLine de Documentos de Saída (CTBANFS);


       3.            A contabilização dos documentos de saída através do LP 610 analisará o conteúdo do campo CT5_CTAREC e efetuará a gravação do campo D2_CTAREC, que será usado na rotina de Apuração da EFD-Contribuições;


Obs: Para o processo de Preparação dos Documentos de Saída será necessário ter pedidos de venda liberados por crédito e estoque, sendo que os produtos podem estar ou não configurados com o código da atividade (B5_CODATIV) e INSS Patron. (B5_INSPAT). Após a Preparação dos Documentos de Saída (Notas Fiscais de Saída), deverá ser efetuada a contabilização, pelo lançamento padrão 610, onde este lançamento deverá estar configurado indicando a conta contábil de receita (CT5_CTAREC), a qual será levada ao item contabilizado (D2_CTAREC).