Child pages
  • Integração com Despachantes (Datasul)
Skip to end of metadata
Go to start of metadata

INTEGRAÇÃO COM DESPACHANTES

Contexto de negócio (Introdução)

O Despachante Aduaneiro é um profissional responsável pelos procedimentos legais e administrativos, visando a entrada (importação) e a saída (exportação) de mercadorias no Brasil.

Este profissional representa os importadores e exportadores perante aos diversos órgãos governamentais e demais intervenientes do comércio exterior, tais como: Receita Federal, empresas de logística, bancos e portos.

As operações aduaneiras no Brasil são complexas e regidas por diversas normas e em muitas delas, um simples descuido leva ao interessado uma sanção pecuniária. É neste contexto, de evitar o erro e fazer cumprir a norma aduaneira, que está inserido o despachante aduaneiro.

A integração entre o ERP Datasul e o sistema do despachante tem como objetivo facilitar o fluxo das informações, com intuito de agilizar o processo e reduzir erros de digitação.  

Sistemas Envolvidos

  • Módulo de Importação do produto Datasul: Será o responsável pelo envio das informações necessárias para que o despachante registre a Declaração de Importação no Siscomex. 
  • Sistema do Despachante: Responsável por retornar as informações da  Declaração de Importação registrada para o ERP Datasul.

Integração

Existem clientes da linha Datasul que utilizam os serviços de despachante aduaneiro e não conseguem enviar as informações envolvidas na importação em um único arquivo. São enviados vários documentos ao despachante, que precisa fazer a entrada dessas informações no seu sistema de forma manual. Acontece a mesma coisa no retorno das informações do despachante para o importador.

Por meio dessa integração será possível realizar a geração e envio dessas informações de importação em um único arquivo TXT, assim como o posterior recebimento das informações do despachante.

Escopo

Possibilitar a integração entre despachante e importador, para envio e recebimento das informações envolvidas no processo de cadastramento de uma DI (Declaração de Importação) no SISCOMEX.

O processo consiste em: o IMPORTADOR gera o arquivo TXT com a DI EMS e seus embarques vinculados e envia para o despachante. O DESPACHANTE utiliza a opção de seu sistema para importar essas informações. Após finalizar o desembaraço da mercadoria, o despachante envia informações da Declaração de Importação elaborada no Siscomex para o importador em arquivo TXT. O IMPORTADOR atualiza as informações da DI no ERP e gera a nota fiscal.


1. Envio de informações para cadastro da DI


2. Recebimento de despesas (antecipações)


3. Recebimento da DI (com despesas efetivas)


4. Recebimento de valores da DI

Pré-requisitos instalação/implantação/utilização

  • Disponibilização de dados cadastrais para os despachantes: é necessário que haja um cadastro de informações (DE-PARA) referente a dados do ERP x dados do despachante. Esse processo é feito pelos próprios despachantes que cadastram em seu sistema quais os respectivos valores do ERP que correspondem a seus cadastros internos. Dessa forma, o ERP disponibiliza os dados cadastrais que serão utilizados na integração em arquivo .csv ou planilha, que deve ser enviado aos despachantes. O programa de Listagem de Intervenientes de Importação (IM0641) irá disponibilizar em arquivo para envio para o despachante, informações de Importador, Consignatário, Agente de carga, Agente de câmbio, Exportador e Fabricante. E através do programa Relatório de Despesas (CDR565), será enviado ao despachante um arquivo com as despesas utilizadas nos processo de importação. Esses programas podem ser executados através do CD0323 - Carga e Conferencia de Dados, opção "Integração DI com Despachante".

  • Validador para implantação da integração: disponibilizado um validador de implantação (IM0642), com o objetivo verificar se os cadastros que possuem informações do SISCOMEX, possuem as mesmas informadas e com um valor válido para o SISCOMEX. Os cadastros que serão validados são: Unidade Receita Federal (CD2557), País (CD0181), Moedas (CD0914), Incoterms (CD2554) e Declaração de Importação (IM0400). Esse programa também pode ser executado através do CD0323 - Carga e Conferencia de Dados, opção "Integração DI com Despachante". 

  • Habilitar a integração: a integração será habilitada através da ativação da função “imp-despachante” (CD7070) e da marcação do parâmetro na pasta "Siscomex" no programa de Parâmetros de Importação (IM0000).    
  • Utilização da Declaração de Importação no sistema (IM0400).

Instalação/Atualização

Datasul

Configurações Iniciais

1.        Executar o programa de Carga e Conferência de Dados (CD0323), opção Integração DI com Despachante, onde será disponibilizada as seguintes opções:

  • Intervenientes Importação: listagem de emitentes e transportadores associados aos Embarques, Declaração de Importação e Processos de Importação. Essa listagem deverá ser encaminhada aos despachantes, para atualização do cadastro de emitentes e transportadores no sistema de cada despachante.
  • Relatório de Despesas: listagem das informações das despesas e impostos de importação. Essa listagem deverá ser encaminhada para o despachante para atualização do seu sistema.
  • Programa de Conferência: conferência de informações cadastradas no sistema em relação as Tabelas Aduaneiras da Receita Federal e da informação do despachante na Declaração de Importação. Os dados que serão verificados são: Unidade Receita Federal, País, Moedas, Incoterm e Declaração de Importação.

2.        Executar o programa de Parâmetros de Importação (IM0000), pasta Siscomex, marcar parâmetro Integração com Despachante. 

Despachante

Executar a rotina DE-PARA com as informações dos intervenientes de importação e das despesas e impostos geradas pelo ERP Datasul.  

Controle de Versão

Evoluções dos layouts demandam desenvolvimento por parte da equipe de produto TOTVS, que precisa adequar o produto à alterações ou novas informações.

Suporte

O suporte a esta integração é de responsabilidade  da equipe TOTVS (módulo de Importação).

Transações/Entidades/Mensagens únicas

Atualmente a integração conta com a troca de arquivos TXT entre o ERP e o sistema do despachante.

Os arquivos seguem os layouts disponibilizados abaixo:

Envio despachante:

  

Recebimento Despesas de Antecipações:


Recebimento Despesas Efetivas


Recebimento Valores da DI


Fluxo das Informações



Envio de informações para cadastro da DI:

O envio de informações para o despachante será feito sempre por DI, dessa forma caso o cliente ainda não a utilize, deverá seguir o seguinte fluxo: Após criar o pedido de compra com seu respectivo processo de importação, cadastrar o embarque, fazer o relacionamento dos pedidos e gerar a DI (IM0420). Quando necessário, poderá entrar na Manutenção da Declaração de Importação (IM0400) e inserir informações complementares antes de gerar e enviar as informações para o despachante.

  1. O envio da DI para o despachante deve ser feito através da rotina Envio de DI para o despachante (IM0470). O objetivo deste programa é possibilitar o envio das informações de uma faixa de DI´s para o(s) despachante(s), em lote. O layout do arquivo gerado para envio será em formato TXT.
  2. Os arquivos TXT serão enviados por e-mail para o despachante, que fará o processamento para o seu sistema.
  3. O arquivo TXT é recebido e importado no sistema do despachante;
    1. No caso de falta de informações ou informações incorretas, o despachante e-mail as inconsistências para o importador;
    2. O importador ajusta as informações, e reenvia a DI, através do IM0470;

Existe um controle de situações da DI para integração, em que ela poderá estar em uma das seguintes situações:

  • Pendente de envio: Indica que a DI ainda não foi enviada para o despachante;
  • Enviada: Indica que a DI foi enviada para o despachante (por e-mail, pelo IM0470);
  • Com erro de envio: Indica que houve uma tentativa de envio da DI para o despachante, porém ocorreram erros neste envio que impossibilitaram a conclusão do processo;
  • Pendente de reenvio: Indica que a DI foi marcada para reenvio, normalmente quando houve alteração de alguma informação importante que o despachante precisa ter conhecimento;
  • DI Registrada: Indica que a DI já foi registrada no Siscomex pelo despachante;

O monitoramento da situação de integração pode ser feito no IM0400 (Cadastro de DI) e IM0440 (Relatório Declaração de Importação), onde existe um campo indicando o status de integração com despachante.


Recebimento de despesas (antecipações):

  1. O despachante envia ao importador uma solicitação de adiantamento com as despesas a serem antecipadas;
  2. Esse documento vem também em formato TXT e por e-mail. 
  3. O usuário deverá armazená-lo em um diretório definido, para que possa ser importado por um programa desenvolvido para este fim. 
  4. Como o módulo de Importação ainda não trata Antecipações (existe um projeto previsto para isso), este programa em questão fará a geração de um relatório com as despesas a serem lançadas manualmente no Contas a Pagar, e permite o envio de e-mail notificando um determinado usuário sobre essa pendência.


Recebimento de despesas efetivas da DI:

  1. O despachante envia as informações de despesas efetivas e valores da DI registrada no Siscomex.
  2. Esse documento também é recebido em formato TXT por e-mail. 
  3. O usuário deverá armazená-lo em um diretório definido, para que possa ser importado pela rotina de Recebimento de DI do despachante (IM0471);
  4. O sistema valida as informações vindas no arquivo e importa para o ERP caso esteja consistente;


Recebimento de valores da DI:

  1. O despachante gera a simulação da nota fiscal com base no que foi registrado na DI do Siscomex e envia ao importador;

  2. Esse documento vem também em formato TXT e por e-mail. 

  3. O usuário deverá armazená-lo em um diretório definido, para que possa ser importado pela rotina de Recebimento de DI do despachante (IM0471). 
  4. As informações serão gravadas na DI a partir dos itens da adição. Nesse processo, a partir dos itens da adição é que serão atualizados os valores da adição e por fim os valores da DI. Ao final dessa atualização, a situação da DI deve ser alterada para "DI Registrada". Somente nessa situação que permitirá que seja gerada a Nota Fiscal através do programa de Nacionalização/Geração do Documento de Entrada (IM0100).

Cadastros

No caso desta integração é necessário que haja um cadastro de informações (DE-PARA) referente a dados do ERP x dados do despachante. Esse processo é feito pelos próprios despachantes que cadastram em seu sistema quais os respectivos valores do ERP que correspondem a seus cadastros internos;

Dessa forma o ERP precisa disponibilizar os dados cadastrais que serão utilizados na integração. Isso será feito através da geração um arquivo .csv ou planilha a ser enviado aos despachantes nas listagens:

  • Listagem de Intervenientes (IM0641): esse relatório se baseia em DI’s cadastradas no sistema para saber os importadores, consignatários, agentes de carga, agentes de câmbio, exportadores e fabricante envolvidos na importação;
  • Relatório de despesas (CDR565): relatório de despesas de importação.

Também foi disponibilizado um validador de implantação, a fim de verificar se os cadastros do ERP  possuem informações com valor válido para o SISCOMEX (IM0642).

Cadastros que serão validados:

  • Unidade Receita Federal (CD2557);
  • País (CD0181);
  • Moedas (CD0914);
  • Declaração de Importação (IM0400);
  • Incoterms (CD2554);

Alguns pontos importantes:

  • É importante que no ERP as despesas de Importação e Exportação estejam cadastradas de forma distintas (CD2565) para não ter que ficar alterando parametrização das mesmas conforme processo que está sendo vinculada: Importação ou Exportação.
  • No “Diretório de arquivos de validação do Siscomex” precisa colocar a estrutura de diretório até "imp" que é onde estão os arquivos CSV para validação (IM0642).

Processos

O processo de integração será detalhados no tópico "Como fazer", apresentado na sequência.


Limitações/Restrições

O sistema do despachante deve receber e enviar informações de acordo com os layouts definidos nessa integração. 

Como fazer 

Integração com o Despachante: 

Para cadastrar e integrar uma DI com o despachante, deve-se seguir os seguintes passos:

Obs.: Garantir que os pré-requisitos estejam atendidos e os itens de instalação/atualização já tenham sido realizados.

Envio para o Despachante:

  • Pré-requisito: Possuir Embarques de Importação cadastrados na base;
  • No Datasul, acessar a rotina Geração Declaração de Importação (IM0420);
    • Informar os parâmetros para geração da DI, filtrar os embarques de importação e clicar em "Gerar DI".
  • Ou acessar a rotina Declaração de Importação (IM0400);
    • Criar a DI, vincular os embarques e gerar os itens e adições.
  • Na rotina Envio de DI para o Despachante (IM0470);
    • Na pasta seleção, informar a faixa de DI que será enviada para o despachante. 
    • Na pasta parâmetro: 
      • Informar a situação das DI´s que serão enviadas. Por padrão, as opções "Enviada" e "DI Registrada" estarão desmarcadas pois entende-se que não há necessidade de exportar essas DI's que já foram "enviadas" ao despachante e/ou "Registradas" no Siscomex. Porém caso o usuário necessite exportar essas Declarações de Importação, basta marcar novamente as opções para que o programa as considere também. Para envio do e-mail, somente serão consideradas as DI's que estão com a situação de Integração com o Despachante: Pendente de Envio, Com erro de envio e Pendente de Reenvio, e que foram validadas com sucesso.
      • Pode ser informado o e-mail do despachante e pode ser alterado o e-mail do usuário logado sugerido para ser utilizado como remetente. O e-mail registrado neste campo remetente é que receberá o retorno do despachante.
      • Deve ser indicado o diretório no qual serão buscadas as Tabelas Aduaneiras para validação das informações inseridas na DI para envio ao despachante. Será sugerido por padrão o diretório de expedição do produto Datasul, onde as planilhas ficarão localizadas. Se necessário, o usuário pode baixar as Tabelas Aduaneiras manualmente pelo Sistema de Tabelas Aduaneiras da Receita Federal. As tabelas devem ser salvas em formato .CSV e deve ser mantida na mesma nomenclatura disponibilizada pela Receita Federal.

      • Também deve ser indicado o diretório no qual serão gerados os arquivos TXT contendo os dados da DI, e o arquivo XML contendo as validações realizadas na faixa de DI informada no programa. Estes arquivos TXT serão enviados automaticamente ao Despachante quando selecionada a opção de Envio de E-mail no folder Digitação.

    • Na pasta digitação, permite selecionar os despachantes relacionados às Declarações de Importações contidas na seleção. É possível que o usuário altere as informações em colunas editáveis, como a opção de enviar ou não e-mail para um determinado despachante, alterar o e-mail do destinatário, a sugestão padrão para o assunto do qual o e-mail de refere ou a sugestão padrão da mensagem enviada no corpo do e-mail.
    • Quando acionado Executar, o programa deverá gerar as informações no arquivo de layout definido para esse processo (arquivo TXT).

Situações comuns 


Erro

Mensagem

Solução

55696

Integração com despachantes está desativada para o Estabelecimento.

Se desejar enviar a DI para o despachante é necessário acessar o IM0000 (Parâmetros de Importação), localizar o estabelecimento da DI em questão e habilitar a Integração com despachante (Pasta Siscomex).

55698Declaração de Importação já registrada no SiscomexCaso a DI já tenha o campo "DI Siscomex" preenchido, esta mensagem será apresentada. Isso ocorre, pois quando esta informação está preenchida, significa que a DI já está registrada no Siscomex, não havendo razão para enviá-la ao despachante para registro. Caso o usuário deseje enviá-la, mesmo nesta situação, basta marcar a situação "DI Registrada" no IM0470.
3553Despachante não informado(a)!Informar o despachante da DI na Manutenção Declaração Importação (IM0400)
27066Arquivo TipoDeclaracao.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
27066Arquivo UnidadeLocalRfb.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
27066Arquivo ViaTransporte.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
27066Arquivo Pais.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
27066Arquivo RecintoAduaneiro.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
27066Arquivo Moeda.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
27066Arquivo UnidadeMedidaMercosul.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
27066Arquivo IncotermCondicaoVenda.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
27066Arquivo InstituicaoFinanciadora.csv não encontrado.O arquivo indicado deve existir no diretório de arquivos de validação do Siscomex, informado no IM0470.
31350Campo xxx (Tipo de Declaração) não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "Tipo de Declaração" na Declaração de Importação (IM0400), ela deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (TipoDeclaracao.csv).

31350*Campo xxx (UFR Despacho) não encontrado na tabela aduaneira.Verifique a informação inserida no campo "URF Despacho" na Declaração de Importação (IM0400), ele deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (UnidadeLocalRfb.csv).
31350*Campo xxx (País do transportador) não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "País Siscomex" referente ao país do transportador (IM0400 - Campo "Trasportador").

Localizar o país do transportador no programa Transportadores (CD0402 - Campo "País"), com essa informação, localizar o país no programa Manutenção País (CD0181). O campo "País Siscomex" deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (Pais.csv).

Obs.: Lembrando que a informação inserida neste programa contém até 4 dígitos, em função do código utilizado para NF-e (que utiliza um dígito no final, se comparado ao código do Siscomex). Para o Siscomex, que o caso desta validação, sempre é desconsiderado o último dígito. Ou seja, para o Brasil, será informado 1058, e para o Siscomex será considerado 105.

31350*Campo xxx (País de Procedência) não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "País Procedência" na Declaração de Importação (IM0400).

Essa informação vem do do programa Manutenção País (CD0181). O campo "País Siscomex" deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (Pais.csv).

Obs.: Lembrando que a informação inserida neste programa contém até 4 dígitos, em função do código utilizado para NF-e (que utiliza um dígito no final, se comparado ao código do Siscomex). Para o Siscomex, que o caso desta validação, sempre é desconsiderado o último dígito. Ou seja, para o Brasil, será informado 1058, e para o Siscomex será considerado 105.

31350*Campo xxx (UFR Entrada País) não encontrado na tabela aduaneira.Verifique a informação inserida no campo "URF Entrada País" na Declaração de Importação (IM0400), ele deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (UnidadeLocalRfb.csv).
31350*Campo xxx (Recinto alfandegado) não encontrado na tabela aduaneira.Verifique a informação inserida no campo "Recinto Alfandegado" na Declaração de Importação (IM0400), ele deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (RecintoAduaneiro.csv).
31350*Campo xxx (Moeda) não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "Moeda Siscomex" referente ao moeda da ordem de compra vinculada a DI. A informação é buscada na primeira ordem vinculada.

Localizar a moeda da ordem de compra no programa Consulta Ordens (CC0505 - Campo "Moeda"), com essa informação, localizar a moeda no programa Manutenção País (CD0914). O campo "Moeda Siscomex" deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (Moeda.csv).

31350Campo xxx (País de Aquisição) não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "País Siscomex" referente ao país do fornecedor (IM0410A - Campo "Fornecedor").

Localizar o país do fornecedor no programa Manutenção Fornecedores (CD0401 - Campo "País"), com essa informação, localizar o país no programa Manutenção País (CD0181). O campo "País Siscomex" deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (Pais.csv).

Obs.: Lembrando que a informação inserida neste programa contém até 4 dígitos, em função do código utilizado para NF-e (que utiliza um dígito no final, se comparado ao código do Siscomex). Para o Siscomex, que o caso desta validação, sempre é desconsiderado o último dígito. Ou seja, para o Brasil, será informado 1058, e para o Siscomex será considerado 105.

31350Campo xxx (Unidade Medida) Ordem Compra: xxxx Parc: xxxx não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "Unidade Medida" referente a classificação fiscal do item da DI (IM0410 - Campo "Classific Fiscal").

Localizar a classificação fiscal no programa Manutenção Classificação Fiscal (CD0603). O campo "Unidade Medida" deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (UnidadeMedidaMercosul.csv).

31350Campo xxx (País de Origem) Ordem Compra: xxxx Parc: xxxx não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "País Siscomex" referente ao país do fabricante (IM0410A - Se o campo "Fornecedor é fabricante" estiver marcado, considerar a informação do campo "Fornecedor", caso contrário, considerar a informação do campo "Fabricante").

Localizar o país do emitente no programa Manutenção Fornecedores (CD0401 - Campo "País"), com essa informação, localizar o país no programa Manutenção País (CD0181). O campo "País Siscomex" deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (Pais.csv).

Obs.: Lembrando que a informação inserida neste programa contém até 4 dígitos, em função do código utilizado para NF-e (que utiliza um dígito no final, se comparado ao código do Siscomex). Para o Siscomex, que o caso desta validação, sempre é desconsiderado o último dígito. Ou seja, para o Brasil, será informado 1058, e para o Siscomex será considerado 105.

31350Campo xxx (Incoterm) Ordem Compra: xxxx Parc: xxxx não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "Incoterm" na ordem da DI (IM0410A).

Essa informação deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (IncotermCondicaoVenda.csv).

31350*Campo xxx (Banco) Ordem Compra: xxxx Parc: xxxx não encontrado na tabela aduaneira.

Verifique a informação inserida no campo "Banco" na ordem da DI.

Essa informação deve existir no arquivo da tabela do Siscomex (InstituicaoFinanciadora.csv).

29569Declaração de Importação não possui Item relacionadoConsultar se a DI (IM0400) possui itens gerados, acessando o botão adições (IM0410).
5940Declaração de Importação não possui Adição relacionadaConsultar se a DI (IM0400) possui adições geradas, acessando o botão adições (IM0410).


Checklist de suporte da aplicação

  • Conferir se o cliente atende aos pré-requisitos listados neste documento;
  • Conferir se foram executados os passos de instalação/configuração listados neste documento;


  • No labels