Árvore de páginas
Ir para o final dos metadados
Ir para o início dos metadados

Introdução 

O TOTVS Intellector editor é uma solução web based para edição de políticas para o Intellector server, em substituição ao client/server em PowerBuilder. Este manual descreve passo-a-passo o processo de instalação do servidor para o Wildfly 9 .0.2.

Para quem se destina o manual

O público alvo para este manual são administradores de sistemas e application servers, e que tenha bom conhecimento de WildFly9 e JVM.

O que é necessário para entender esse manual

Este manual assume que os administradores tem familiaridade com os conceitos de administração e deployment do Wildfly, Linux e Sun JDK.

Pré-requisitos

Como um primeiro passo, verifique os itens abaixo.

  • Red Hat Enterprise versões 6.x (Santiago) e 7.x (Maipo) 64 bits;
  • Cent OS versões 7.x 64 bits;
  • Ubuntu Server versão 14.04 LTS 64 bits.

JDK 1.8

Instale a Sun JDK 1.8 64bits (último update) apropriada para sua plataforma.

Não é suficiente ter somente o Java Runtime Environment (JRE), é imprescindível ter a versão full-blown JDK.

Wildfly9

O TOTVS Intellector Editor foi homologado na versão Wildfly 9.0.2. Um bundle pré-configurado fica disponibilizado, onde configurações mínimas são necessárias para ajustar ao ambiente final, como descrito abaixo.

Baixe aqui o bundle.

Bootstrap para Wildfly9

Os scripts de bootstrap para o TOTVS Intellector editor estão na pasta padrão ($WILDFLY_HOME/bin/init.d), precisando apenas das modificações no que concerne a utilização via comando service do Linux. 

  • No iw-editor a variável de ambiente server.path deve ser declarada com o path (IP:PORTA) apontando para o Intellector Server. Essa variável de ambiente para a JDK pode ser definida usando a opção -D no startup do container ou colocando em algum arquivo de configuração (e.g. standalone.full.xml). Sem configurar essa variável, não haverá comunicação com o servidor.
  • Ex.: -Dserver.path=http://<URL_SERVIDOR>:<PORTA>

Configurando pool de conexão e Hibernate

  • Deve-se definir um banco de dados para o Intellector Editor persistir suas informações. A definição do banco de dados é efetuada no arquivo standalone-full.xml na tag <datasources>. O nome do JNDI não pode ser alterado (jndi-name="java:/intellector/totvs).

  • Exemplo datasource Oracle;  url de conexão, ou service, deve ser alterado, user-name e password também; os demais são itens de tuning. Voce pode fazer isso também pela console do Wildfly.

    Exemplo datasource Oracle
                    <datasource jta="false" jndi-name="java:/intellector/totvs" pool-name="intellector/totvs" use-ccm="false">
                        <connection-url>jdbc:oracle:thin:@<IP_INSTANCIA_ORACLE>:1521:oralin</connection-url>
                        <driver-class>oracle.jdbc.OracleDriver</driver-class>
                        <driver>oracle-driver</driver>
                        <transaction-isolation>TRANSACTION_READ_COMMITTED</transaction-isolation>
                        <pool>
                            <min-pool-size>5</min-pool-size>
                            <max-pool-size>20</max-pool-size>
                        </pool>
                        <security>
                            <user-name>USUARIO_BD</user-name>
                            <password>SENHA_BD</password>
                        </security>
                        <validation>
                            <validate-on-match>false</validate-on-match>
                            <background-validation>false</background-validation>
                        </validation>
                        <statement>
                            <share-prepared-statements>false</share-prepared-statements>
                        </statement>
                    </datasource>
    
    
  • Um último arquivo de configuração, relativo ao Hibernate é o $WILDFLY_HOME/bin/hibernate.cfg.xml; necessário alterar somente a tag <hibernate.default_schema> para o esquema usado no Oracle pelo Editor.
  • Atenção! Se for usar o service do Linux para fazer o bootstrap do container, então uma variável de ambiente precisa ser configurada para informar o local do arquivo de configuração para o Hibernate; configure -Dpersistence.configuration=<path absoluto para o arquivo>, e.g. -Dpersistence.configuration=/home/intellector/widfly/../hibernate.cfg.xml - tem que ter o nome do arquivo.

Deployment do TOTVS Intellector Editor

Considerando que os itens de instalação foram seguidos, o próximo passo será o deployment (instalação) do pacote iw-editor-x.x.x.ear. Após o deploy, acessar o Editor em http://<IP>:8080/iw-front.

Iniciando o Wildfly9

Se os passos foram seguidos e tudo correu bem, então é hora de iniciar o Wildfly. No diretório $WILDFLY_HOME/bin/init.d existem os scripts de startup via service do SO, precisa adaptar ao contexto do ambiente (usuário, chmod, etc). Na pasta $WILDFLY_HOME/bin existe um script run-iw-editor.sh usado no desenvolvimento, que pode ser útil pra testar se a aplicação sobe, etc. Não use esse script em produção, exceto que ele seja adaptado para suportar service do SO.

Configurações adicionais

Normalmente, ajustes adicionais, ou tuning, dependem de plataforma, número de requisições, escalabilidade, multi-ip, dentre outras; no caso específico do Editor que não se espera volumes grandes de edições simultâneas, a configuração default suporta facilmente 300 usuários editando políticas!