Page tree

Versions Compared

Key

  • This line was added.
  • This line was removed.
  • Formatting was changed.

Define o diretório base onde será criado o diretório específico para o log os logs do Agent da AppDynamics.

Valores válidos

ValorDescrição
btmonitor vazio (Padrão)Define como btmonitor vazio o diretório relativo base onde será criado o diretório específico para o log do Agent da AppDynamicsbase e causa um erro, encerrando o AppServer.
<diretório_relativo_válido>

Define como <diretório_relativo_válido> o diretório relativo base onde será criado o diretório específico para o log os logs do Agent da AppDynamics.

<diretório_absoluto_válido>Define como <diretório_absoluto_válido> o diretório absoluto base onde será criado o diretório específico para o log os logs do Agent da AppDynamics.

Observações

  • Esta chave será considerada se e somente se a chave Seção [BTMonitorAppD] - Chave LogEnable estiver habilitadaCaso o diretório base fornecido seja vazio, o AppServer será encerrado com um erro, indicando a ausência da configuração para esta chave;
  • Caso o diretório base fornecido seja relativo, este será criado e/ou usado a partir do diretório onde o binário do AppServer é executado e, dentro daquele, será criado o diretório específico;
  • Caso o diretório base fornecido seja absoluto, este será criado e/ou usado e, dentro deste, será criado o diretório específico;
  • O processo executando o AppServer deverá ter, no diretório base fornecido, as permissão necessárias para criar diretórios, listar arquivos e escrever arquivos;
  • Caso o diretório fornecido não seja vazio mas seja inválido, o diretório específico será criado o no diretório /tmp/appd no Linux ou C:\tmp\appd no Windows;
  • A O diretório específico será criado a partir do diretório base será criado o diretório específico , um por nó da aplicação monitorada pelo AppDynamics, no seguinte formato:

    No Format
    <nome_da_aplicação>máquina>-<número_<nome_da_camada>porta_<nomecom_dozeros_nó>à_esquerda>
  • Onde as partes do nome do diretório específico serão obtidas a partir das chaves no arquivo de configuraçãosão:

    Parte do nome Chave de configuraçãodo diretório específicoOrigem
    <nome_da_aplicação>
    Seção [BTMonitorAppD] - Chave ApplicationAppName
    <nome_da_camada>
    Seção [BTMonitorAppD] - Chave ApplicationTierName
    <nome_do_nó>
    Seção [BTMonitorAppD] - Chave ApplicationNodeName

Exemplo

...

  • máquina>
    Nome da máquina (computador)
    <número_da_porta_com_zeros_à_esquerda>

    O primeiro dos seguintes valores de chave:

    ou Seção [TCP] - Chave Port, preenchido com zeros à esquerda até 5 posições,

    ou Seção [Webapp] - Chave Portpreenchido com zeros à esquerda até 5 posições,

    ou 00000, cinco zeros, indicando ausência de valor de porta adequado.

Exemplos

  • Caso o diretório base fornecido seja relativo e igual a SomeRelativeDir, o AppServer seja executado a partir de C:\totvs\appserver, o nome da máquina seja SomeServerMachineName e a porta TCP seja 1234, define o diretório específico como C:\totvs\appserver\SomeRelativeDir\SomeServerMachineName-01234:

    No Format
    [BTMonitorAppD]
    

...

  • LogOutDir    

...

  •  

...

  •  

...

  •        = 

...

  • SomeRelativeDir
    

...

  • 
    [TCP]
    Port = 

...

  • 1234
    

...

  • 
    [WebApp]
    Port = 5678
  • Caso o diretório base fornecido seja absoluto e igual a C:\SomeAbsoluteDir, o nome da máquina seja SomeServerMachineName e a porta TCP seja 1234, define o diretório específico como C:\SomeAbsoluteDir\SomeServerMachineName-01234:

    No Format
    [BTMonitorAppD]
    LogOutDir        

...

  •  

...

  •  

...

  •    = C:\SomeAbsoluteDir
    
    [TCP]
    Port = 1234
    
    [WebApp]
    Port = 

...

  • 5678

Abrangência

Builds 17.3.0.8.

Veja também

Seção [BTMonitorAppDTCP] - Chave ApplicationAppNamePort

Seção [BTMonitorAppDWebapp] - Chave ApplicationTierName

Seção [BTMonitorAppD] - Chave ApplicationNodeName

Seção [BTMonitorAppD] - Chave LogEnable

Port