Árvore de páginas
Ir para o final dos metadados
Ir para o início dos metadados

O broker usado com smart client (desktop) é "agnóstico" com relação a conexões criptografadas. Isto é, conxões criptografadas podem ser usadas normalmente desde que o appserver e o smart client estejam configurados corretamente, conforme especificado na página Configuração SSL no TOTVS | Application Server. (O broker funciona como um "proxy transparente".)
O arquivo smartclient.ini vai precisar da seção [SSLConfigure], e na especificação da conexão com o broker vai ser necessária a chave SecureConnection.
Exemplo de smartclient.ini para uso com broker e conexão segura:

...
...
[SSLConfigure]
CertificateClient=<nome do arquivo .pem>
KeyClient=<nome dp arquivo .pem>
PassPhrase=password
...
...
; 172.16.70.96:20001 são o ip e porta do broker
[conexao_ssl_broker]
server=172.16.70.96
port=20001
SecureConnection=1
...
...


A configuração do arquivo appserver.ini do broker ficaria assim:

...
...
LOCAL_SERVER_PORT = 20001
...
; 172.16.70.96:50001 são o ip e porta do appserver
REMOTE_SERVER_01 = 172.16.70.96 50001
...
...
MONITORING_TYPE = SMARTCLIENT_SSL 


E a configuração do arquivo appserver.ini do appserver ficaria assim:

...
...
[drivers]
ACTIVE = TCP
SECURE = SSL
...
...
[TCP]
type=TCPIP
port=...
...
[SSL]
type=TCPIP
port=50001
...
...
[SSLConfigure]
CertificateServer=<nome do arquivo .pem>
KeyServer=<nome do arquivo .pem>
...
...

 

  • Sem rótulos