Ir para o final dos metadados
Ir para o início dos metadados


é-requisitos


  • TOTVS | License Server Virtual instalado e pronto para uso.
  • Linha Microsiga Protheus atualizada até a versão 11.X
  • Pacote da Lib ou Update da Linha Microsiga Protheus superior à Setembro/2014


Como configurar o Microsiga Protheus


Para que a Linha Microsiga Protheus utilize o novo servidor de Licença, é necessário alterar o arquivo de configuração AppServer.ini de todos os Servidores de Aplicação instalados, alterando a sessão [LicenseClient] com o editor de ini de sua preferência.

Exemplo: 

[LicenseClient]
Server=localhost
Port=5555


Atenção

A chave Server deve ser preechida com o endereço IP da instalação do License Server. A chave Port deve ser preenchida com a mesma porta informada durante o processo de instalação do License Server "Porta do serviço de licenciamento (conexão ERP)", o valor padrão é 5555.


Outra opção é utilizar o aplicativo Wizard.exe que esta disponível no diretório de instalação do TOTVS | SmartClient, para tanto execute os seguintes passos:

  1. Execute o arquivo Wizard.exe que esta no diretório de instalação do TOTVS | SmartClient
  2. Selecione a opção "Servidor de Licenças" no menu à esquerda.
  3. Selecione a opção "LicenseClient" no menu que se abriu
  4. Preencha os dados solicitados


Controle de números sequenciais



No Microsiga Protheus existe a possibilidade de realizar o controle de números sequenciais através do Servidor de Licenças e não mais a partir das tabelas  SXE/SXF. 

Dica

Recomendamos o uso do Servidor de Licenças para a númeração sequencial do sistema, pois melhora consideravelmente o desempenho do sistema.


A chave EnableNumber=1, na seção [LicenseServer] do arquivo appserver.ini (do License Server), indica que o controle de numeração automática será realizado pelo Servidor de Licenças. Com isso, o sequenciamento será mais rápido e eficiente. 


Caso os Servidores do Sistema  utilizarem ambientes diferentes (diretório SIGAADV distintos) deve-se utilizar a chave SpecialKey do Application Server do sistema para separar as numerações. O SpecialKey é uma forma de segregar a númeração automática, permitindo que ambientes diferentes tenham sequencias coincidentes de tabelas. Para mais informações, consulte a documentação da chave SpecialKey na seção [Environment].


Por padrão o controle de numeração automática é realizada pelo Servidor de Licenças. Mas, se desejar desabilitar para retornar a utilizar as tabelas SXE e SXF, acrescente a linha EnableNumber=0 na seção [LicenseServer] do arquivo appserver.ini (do License Server).

Ao terminar a instalação do License Server, certifique-se do modelo que será adotado.

Caso a configuração do License Server for alterada, deve-se reiniciar o serviço.


Comportamento do Sequenciador utilizando TOTVS |  LicenseServer


De modo semelhante as tabelas SXE e SXF, caso o TOTVS | License Server não possua o registro da chave atual do sequenciador na memória, a aplicação realiza uma consulta no banco de dados para determinar a última chave utilizada pelo sequenciador e cria o cache de sequenciamento na memória do TOTVS | License Server.

Ao finalizar a aplicação TOTVS | License Server, um arquivo (lsnumber.val) é gerado contendo o espelho deste cache, para que ele seja carregado na memória novamente quando o TOTVS | License Server for reinicializado. Quando o TOTVS | License Server é reiniciado e o arquivo encontrado, o mesmo é carregado para a memória e apagado.

O nome do arquivo gerado é Isnumber.val e é gravado no formato binário não-editável.

Se houver a necessidade de reiniciar esta numeração, quando o TOTVS | License Server estiver em execução para controle de numeração, deve-se baixar o TOTVS | Application Server com Servidor de Licenças e localizar o arquivo lsnumber.val (gerado no diretório do TOTVS | Application Server, quando executado em console, ou no diretório \Windows\system32 quando o TOTVS | License Server é executado como serviço do Microsoft Windows).

Quando esse arquivo não existe no disco, o TOTVS | License Server é iniciado com o cache de sequenciadores em branco, e conforme os sequenciadores vão sendo utilizados, a primeira utilização do sequenciador faz uma busca na base de dados para determinar a última chave utilizada, recriando o cache. Desta forma, basta apagar este arquivo para refazer o cache de sequenciadores do TOTVS | License Server, baseado nos conteúdos atuais do banco de dados.


Utilização da chave/arquivo de emergência

Para situações emergenciais, como algum problema com a licença, é disponibilizada a chave ou o arquivo de emergência, que vale para o dia em que ele for gerada (não vale por 24 horas, vale para o mesmo dia de sua data de geração apenas).

Tabela de uso: 

Chave de emergência:Arquivo de emergência:
Até o Protheus 10 Protheus 11 em diante


Procedimento de solicitação e aplicação da chave de emergência:


Caso precise utilizar a chave, segue abaixo o procedimento:

- Acesse o Portal do Cliente: Liberação Emergencial

- Clique em Solicitar e copie o chave gerada

- Abra o Smartclient

- Entre no Configurador com a empresa Teste

- Acesse o menu Empresas / Arquivos / Criação de Empresa, amplie o menu do lado esquerdo (Empresas)

- Selecione Inf. Corporativas e clique em Autoriz. de Emergência no menu superior

- Aplique a Chave e confirme somente na tela pequena

- Fechar a janela

- Reinicie o Protheus

- Acesse o DBAccess Monitor

- Clique em Configurações, nos campos Endereço e Porta referentes a Configuração do Servidor de Licenças, troque o conteúdo para "." e "0" respectivamente.

- Clique em Salvar e Sair. Reinicie o serviço do DBAccess.

- Acesse novamente o DBAccess Monitor

- Clique em Configurações, no campo Senha de Emergência informe a chave referente ao dia

- Salve e reinicie o serviço do DBAccess


Nota:

Em alguns casos, pode ocorrer de não liberar o uso da senha de emergência, mesmo com os procedimentos acima. Nesse caso, faça o seguinte:
- Abra o arquivo totvsappserver.ini do servidor de aplicação.
- Comente, colocando um ; na frente, todas as linhas da chave [LICENSECLIENT].
- Salve o arquivo e reinicie o server.


Procedimento de solicitação e aplicação do arquivo de emergência:


Caso precise utilizar o arquivo, segue abaixo o procedimento:

- Acesse o Portal do Cliente: Liberação Emergencial

- Informe no portal todos CNPjs que precisam deste acesso emergencial.

- Clique em Solicitar 

- Baixe o arquivo emergency.key (se estiver como emergency_XXXXXXXX.key, ou seja, com o número do seu hardlock, renomear e deixar apenas emergency.key)

- Pare o Protheus

- Abra o arquivo appserver.ini do Servidor de Aplicação

- Localize a seção [LicenseServer] e comente todas suas linhas, inserindo ; (ponto e vírgula) na frente de cada linha (lembre-se de voltar esta seção ao normal quando não for mais utilizar o arquivo de emergência)

- Copie o arquivo emergency.key para a pasta indicada no RootPath/StartPath do arquivo appserver.ini, por exemplo, \System\

- Reinicie o Protheus


Nota:

O arquivo de emergência age apenas no Protheus, não no DBAccess. Não serão consideradas as licenças do DBAccess, será liberado o seu uso. Não precisa aplicar nada no DBAccess.


Procedimento de solicitação e aplicação da chave de emergência:


Caso precise utilizar a chave, segue abaixo o procedimento:
- Acesse o Portal do Cliente: Liberação Emergencial
- Clique em Solicitar e copie o chave gerada

Status do documentoLiberado
Data31/08/2014
Versão1.0
Versão anterior1.0
Autores
  • Sem rótulos